Pages Menu

Postado por em 15 jul 2013 em Destaque, Fishing Stories | 9 comentários

4 anos de Fishing Stories!

4 anos de Fishing Stories!

Bom dia amigos, família e pescadores de plantão.

É com grande satisfação e alegria que escrevo esse post comemorativo de 4 anos de Fishing Stories! Pois é, na mesma data em que eu faço aniversário (15/07), o Fishing Stories também completa mais um ano de atividade e muita pescaria.

Quem diria que, criado inicialmente para ser um diário de bordo pessoal a fim de somente registrar as minhas pescarias, o Fishing Stories se tornasse no que ele é hoje, um site que de troca de experiências e informações com os amigos pescadores.

A primeira versão do Fishing Stories em 2009

A todos leitores assíduos e novatos em meu blog, eu só tenho a agradecer por todos comentários, dúvidas e elogios que vocês fizeram ao blog. Foi por causa dessa motivação que continuei escrevendo e me dedicando cada vez mais a trazer conteúdo que agradasse a todos. Muito obrigado!! Dou a minha palavra que a qualidade de agora em diante só irá aumentar.

Também gostaria de agradecer aos grandes amigos e familiares que durante esta jornada me apoiaram muito para que tudo isso estivesse no caminho que está hoje. E principalmente um agradecimento especial ao meu pai, Armando Nagae, que me ensinou a amar a arte da pesca. Se existe um grande motivo para eu estar pescando hoje, devo isso a ele. Obrigado!

Meu pai, Armando Nagae, com o maior troféu de sua vida. Prejereba 10kg.

 

Retrospectiva

Como muitos pescadores, iniciei as primeiras pescarias da minha vida, na Represa Billings (São Bernardo do Campo). Apesar de não praticar mais este tipo de pescaria, posso dizer que foi fundamental todo o meu aprendizado nesta escola da pesca. Foi lá em que eu tive os primeiros contatos com a natureza, os peixes, a não ter nojo de minhoca e dar o meu primeiro nó.

Eu e minha irmã dando os primeiros passos da pesca, Represa Billings.

Enquanto isso, no alto mar de Bertioga, meu pai já era veterano ao lado dos meus tios na pescaria embarcada em água salgada. Este desde pequeno era o meu sonho de pescaria. Sempre ficava esperando ele voltar da pescaria para ver todos os peixes que haviam pegado e eu aprender o nome de todos eles. Simplesmente não via a hora de poder pescar embarcado também.

Meu pai e tios pescando em alto mar em Bertioga.

Até que finalmente o grande dia havia chegado. Lembro que na época foi quando completei 10 anos de idade, e meu pai havia me levado para pescar de barco de alumínio em Iguape, e se eu me comportasse bem ele e meu tio iam me levar para o alto mar de Bertioga. Nem preciso dizer que fui um santo né? Finalmente, em mar aberto.

O primeiro peixe espada.

E aí o vício já tinha tomado conta de mim.

A primeira bicuda.

Meus grandes companheiros de pesca, meus primos.

Eu, Serginho e espadas.

Eu, meu primeiro dourado e meu primo Ricardo.

A primeira Prejereba

A minha primeira prejereba e meu tio, grande companheiro de pescarias em alto mar.

O primeiro Baiacú

O primeiro baiacu Arara.

O primeiro vídeo de pesca publicado:

 

E durante muitos anos vieram uma série de pescarias como estas em alto mar.

Até que em 2008, decidi iniciar as minhas atividades em busca do tão cobiçado Robalo. E o palco não poderia ser outro, o Canal de Bertioga.

Mas depois de um ano repleto de frustrações, sem capturar um robalo sequer e não entender praticamente nada desta técnica, resolvi me empenhar de vez e estudar a fundo como capturar este peixe tão famoso. E foi assim que o meu primeiro blog surgiu (andrenagae.wordpress.com). Nele o meu objetivo era de registrar todas minhas pescarias e anotar os fatores climáticos e marítimos a fim de tentar estudar um pouco mais sobre o comportamento X fatores que levavam a captura do Robalo.

E aí foi onde a minha jornada atrás do grande troféu começou. E não vai parar tão cedo. 🙂

O primeiro Robalo Flecha.

Com certeza o dia em que este momento tão esperado chegar, vocês amigos leitores poderão acompanhar aqui no blog!

E como a intenção é melhorar a qualidade de conteúdo para vocês, seguem algumas novidades.

 

Mudanças no Fishing Stories:

  1. Além dos relatos aqui postados, agora no Fishing Stories você poderá contar com diversas matérias sobre resenhas de equipamentos, técnicas, montagens e muito mais conteúdo didático e informativo;
  2. Teremos uma seção destinada a fotos dos leitores, em que vocês poderão também compartilhar com fotos dos seus troféus na página do FS;
  3. O Fishing Stories passa a ter um novo sócio-colaborador oficial no blog, seja bem vindo: BANZAI!

Seja bem vindo ao Fishing Stories, Banzai! (ilustração: Kaori Oshiro)

É isso mesmo! Acho que vocês já estão cansados de ler sobre o tão famoso Banzai Rig certo? Pois então, agora o Fishing Stories também conta com a colaboração do mestre Banzai, que compartilhará toda sua experiência conosco. Fiquem atentos nas próximas postagens!

Amigos, acho que é isso aí. Vou ficando por aqui e espero que as mudanças no Fishing Stories agradem a todos, e lógico, também desejo muito peixe na linha para este segundo semestre do ano.

 

Obrigado!

Um grande abraço e boas pescarias.

André Nagae.

  • Ricardo Masao

    Parabéns!!

    • Anônimo

      Valeu Ric!! 😀

  • Anônimo

    Parabéns André ! Muito bom !
    Muito sucesso ao Fishing Stories !

    • Anônimo

      Obrigado Leonardo!!
      Abração!

  • marcelo silvestre

    Parabéns pelos 4 anos de blog, eu me identifico muito com seu gosto pela pesca e pelo mar. Gosto muito de pescar peixe de água salgada, principalmente o robalo. Gostaria de indicar uma pescaria de Tucunaré com isca artificial, depois de fazer uma pescaria de tucunaré me apaixonei pela pesca desse peixe de água doce. Espero que logo você possa postar fotos da pescaria de tucuna no blog. Um grande abraço, e mais uma vez parabéns.

    • Anônimo

      Fala Marcelo!
      Muito obrigado pelos parabéns! E é muito legal saber que você se identifica com o nosso gosto pela pesca e pelo mar. A pesca do robalo sem dúvida é indescritível, e pelo tucunaré ter alguns comportamentos parecidos com o do robalo, com certeza está na minha lista de pescarias a fazer! E quando este dia chegar vou pedir umas dicas pra você amigo!
      Abração!

  • mauro yoshizaki

    Fala André! blz?

    pow cara parabéns hein!!! mto bom esse seu blog, acredita q fiquei viciado sempre fico entrando pra ver se tem alguma pescaria, ou novidade….

    ahhh deixo te falar segunda feira dia 15/07 vc estava pescando lah no canal de bertioga? logo de manha eu ja estava la no chinem alugando um barco… e vi o seu guia Ne, então eu estava sozinho pescando poitado la no poção e pra variar peguei mtos bagres amarelos algumas guaiviras e 4 espadas…. ai lah pelo meio dia mais ou menos antes do tempo virar eu estava poitado em frente ao ponto bambuzal e vi acho q era vc de camisa azul seu pai e o Ne subindo o canal… quase q ia dar um grito para pedir um autografo… mas fiquei sem graça…hehehe, cara tentei pescar com jumpingjig, jighead e o tbm o famoso banzai rig mas não tive nenhum sucesso, só conseguir fisgar com camarão morto e sardinha as espadas… bom mas tdo bem valeu a pescaria

    bom mais uma vez parabens pelo blog e continue assim pescando pra kcte ok!!

    abraço

    • Anônimo

      Fala Mauro! Beleza e você?
      Cara, muito obrigado! É sempre muito bom saber que o blog está agradando e ajudando os amigos pescadores! Valeu pelo comentário de sempre!

      Estava pescando sim! Aliás, acabei de postar o relato dessa pescaria aqui no blog. Depois dá uma olhadinha nele!

      Caramba, sério mesmo? Poxa, foi uma pena então não termos nos encontrado por lá! Seria bem legal! E como tava fraco de peixe, poderíamos colocar o papo de pesca em dia. Hahaha! Putz, acho que eu te vi por lá então… quer dizer. Estava subindo o canal e vi que tinha um barquinho do Chinen isolado dos demais perto da muretinha do Bambuzal, hahaha era você então? Que coincidência!

      Ah mas que legal que pelo menos teve bastante atividade na pescaria!
      Porquê de robalo a coisa foi feia… e olha que navegamos pra bem longe hein? E nada, o dia pra robalo foi muito fraca mesmo.

      Tava ventando muito né? Tava complicado arremessar e trabalhar as artificiais. Que pena, o dia amanheceu muito promissor.

      Mas muito legal mesmo saber que você estava por lá!
      Numa próxima vez nos esbarramos por lá.

      Mais uma vez obrigado pelos parabéns! E pode deixar que ele se manterá cada vez mais atualizado!

      Abração Mauro!

      • mauro yoshizaki

        fala andré blz?

        pow cara foi mal confundi sua mae com seu pai kra… é que como vcs passaram mto longe e seu pai com grande companheiro de pesca deduzi q fosse ele, e ainda por cima como uso oculos ja viu né…

        pois é depois do meio dia o tempo virou mesmo né veio aquela ventania e depois a garoa e ai estragou a pescaria mas blz.

        pois então visitando graças ao seu blog aprendi bastante coisas lah no canal de bertioga inclusive a nautica chinem que é show de bola né kra, a unica mancada foi o camarão vivo q comprei lá q puts cara era minusculos era metade do tamanho do anzol… não peguei nada com camarão vivo. mas tdo bem, mas posso dizer q foi uma das melhores pescarias q fiz por la, pois lembro de qdo era pequeno e ia com meu e meus irmãos na maiorias das vezes agente não pegava quase nada..hehehe então meu pai tem um motor eletrico e um motor de 14 hp encostado la em casa e estou querendo tirar o arrais para arriscar uma pescaria atrás dos robalos no canal, quem sabe um dia agente não marca não é mesmo como vc conhece mtos points de pesca por la seria bem legal né!!

        é realmente fiquei um pouco isolado dos outros barcos, pois ali segundo o pessoal do chinem é bom para pegar espadas né.

        mas então andré deixo te falar… lah no poção perto do bambuzal perto das pedras lah pega robalo tbm, pois os rapazes que me rebocaram até lah me disseram q pega robalo com camarão vivo, bom tentei mas nada consegui..hehehe

        pow seu blog do banzai rig ficou diferente hein, mto bom vc especificou melhor como se monta e trabalho o equipamento e a isca.. continua assim

        valeu

        abraço