Pages Menu

Postado por em 16 jul 2013 em Destaque, Dicas, Montagem, Técnica | 32 comentários

Banzai Rig: Softbait de camarão sem jighead

Banzai Rig: Softbait de camarão sem jighead

Temos usado essa montagem que apelidei de Banzai Rig nas últimas pescarias e os resultados são bem interessantes. O que me motivou a criá-la foi a quantidade de jigheads que eu perdia e a falta de peixes fisgados. Lembrei de uma das montagens mais famosas na pesca do Black Bass (Largemouth Bass), o Texas Rig e resolvi adaptá-la (senão copiá-la) para a pesca de robalos com camarão de silicone.

Banzai Rig - Padrão

Banzai Rig – Padrão

Material:
Camarão de Silicone (5 a 10cm)
Chumbo Redondo 3g a 15g
Anzol Maruseigo de 16 a 22
Líder de FluorCarbono 20libras

Pontos Positivos:
– Pelo chumbo ser solto, a batida do peixe é mais nítida e o próprio peixe provavelmente não se incomoda com o peso do chumbo o que o faz engolir melhor e até insistir no ataque caso ele não a engula.
– Ao sacudir-se para tentar se livrar da isca, o chumbo não fornece a famigerada alavanca para soltar o anzol, resultando em menos escapadas.
– É possível trocar de chumbo sem ter que trocar de camarão, tentar com outra gramatura.
– O chumbo solto dá um novo barulho a isca, o dele batendo na miçanga, que a torna mais atraente.

Pontos de atenção:
– O chumbo correndo, pode danificar o leader, ou seja, sempre confira se não há ralados.
– A boca dos peixes costuma danificar o leader, então a cada vez que você pegar um ou ter uma ação, vale a pena conferir.
– Dependendo da forma que você prender o anzol, pode ser que ele tenda a ficar virado para baixo, para isso recomendo que se faça o nó pensando nisso.

Banzai Rig - Nó

Banzai Rig – Nó

Banzai Rig - Nó Pronto

Banzai Rig – Nó Pronto

Forma de trabalhar a isca
Outra dificuldade que eu tinha, era dar aqueles toques super sutis que se vê o pessoal fazendo no jig head. Com o Banzai Rig eu passei a trabalhar com toques um pouco mais fortes, sempre após sentir a isca tocar o fundo, em sua maioria 1 toque, as vezes tentando 2.

Devo arremessar ou simplesmente descer o camarão?
Isso varia, tenho sucesso em ambas as situações desde que obviamente, ela passe pelo peixe. Costumo arremessar e deixar a isca tocar o fundo, então vou recolhendo e trabalhando a isca. Nada impede você de apenas descer o camarão e trabalhá-lo na vertical. Eu também uso uma técnica que aprendi pescando piaparas no paranazão, a da “rodadinha” que é largar o camarão na correnteza até tocar o fundo com a carretilha solta, prendo com o dedo e dou um toque em seguida solto novamente no sabor da corrente. Isso faz com que o camarão se desloque até que quem sabe algum bocudo o encontre 🙂

Como trabalhar o camarão na correnteza

Como trabalhar o camarão na correnteza

Dúvidas frequentes:

Qual cor de camarão escolher?
Isso varia de local, horário, tamanho de peixes ou nada disso (não fiz um experimento conclusivo sobre as cores) sobretudo, os camarões de cor chá são os mais eficientes, ou seja, na média são eles os que acertam. Gosto do chá dourado e do chá com glitter vermelho, mas já acertei boas quantidades com os verde limão e os totalmente vermelhos. Vale a pena testar as cores, dicas são benvindas aqui também!

Qual chumbo escolher?
Costumo considerar o chumbo mais leve possível para chegar ao fundo, ou seja, se um chumbo de 5g for suficiente esse que eu utilizarei. Costumo iniciar a pescaria com o de 10g, se percebo que o camarão desce rápido demais ou devagar demais, aí troco o chumbo.

Que espécies costumam atacar?
Robalo
Badejo
Garoupa
Olho de Cão
– Ariocó
Jaguareçá
Corvina
– Betara
Xareletes

Quais ambientes ideais para usar o Banzai Rig?
– Rios de água doce – Exclusivamente robalos atacaram
– Canais/Braços de mar – Robalos, Badejos, Corvinas, Pescadas
– Parcéis – Robalos, Badejos, Garoupas, Olhos de Cão, Jaguariçás
– Fundo de Areia – Corvinas, Robalos, Micholes
– Cascalho – Corvinas, Roncadores, Pescadas

Qual vara utilizar?
Gosto de usar uma vara torqued de 5’7″, mas observo amigos meus com varas 6’6″ não torqued se darem muito bem também. Sempre preferi carretilha por ter mais liberdade para achar o fundo, principalmente no modo “rodadinha”.

Tenho muitas ações mas não consigo fisgar, o que estou fazendo errado?
Pode ser o caso de mudar o trabalho de sua isca, assim como podem ser peixes de boca menor ou comportamento diferente. Como as pescadas em muitas ocasiões fazem comigo, atacam o camarão mas não o engolem. Como alternativa, um assist hook to comprimento do camarão pode auxiliar a essas capturas.

Funciona mesmo?
Costumo brincar que a pesca com artificiais é mais uma questão de confiança do que de técnica, pois há dias em que meu pensamento simplesmente está em “acho que essa isca não é a ideal…queria usar uma tal que não tenho aqui” e nenhuma ação acontece. Mas nos dias que eu estou confiante que estou fazendo o correto, acabo tendo boas quantidades de ações.

Abaixo algumas capturas que já fiz usando o camarão dessa forma:

  • Ótimo post de estreia, Banzai, continue o bom trabalho!

    • Muito obrigado Bruno! Assim espero!
      Abraços!

    • Renato Banzai

      Muito obrigado Bruno! Até a próxima!

  • Dinei

    Legal!!!

    Sem contar que são mais baratos que os Jig Heads.
    Assim que tiver a oportunidade vou testar.

    Abraço.

    • Renato Banzai

      Exatamente Dinei! Caso teste, não esqueça de nos contar como foi! Abraços!

  • romulo

    e o girador ?

    • Renato Banzai

      Olá Romulo! Nessa montagem não é necessário um girador, pois esse tipo de isca não torce a linha. Obrigado por comentar!

  • Antonio Angelo

    Amigo Banzai, ta bem explicado, já testei e aprovei sai bem mais barato,(tô levando mais cerveja, sobrou pra pescaria economizei nas iscas) hehehehe.Parabens com a parceria com o Nagae.
    Abraço e até a próxima.

    • Renato Banzai

      Muito obrigado Antônio! Você certamente já aprendeu a usar 😀 sucesso nas pescarias! E mais cerveja para aumentar nossos peixes rsrsrs! Abraços!

  • Rodrigo

    Parabéns Banzai, pela ideia e pela pescaria! Só me surgiu uma dúvida: Você não usa “snap”. Como você faz para trocar a isca para variar a cor? refaz o nó?
    Abçs,
    Roddrigo

    • Renato Banzai

      Olá Rodrigo!!! Obrigado por comentar! Eu prefiro refazer o nó, observei que o líder fica “puído” mesmo com snap, então acho mais prático refazer o nó, pois mesmo com o snap teria de refazer, a boca do robalo exige cuidados com o líder, sempre que capturo um eu confiro.
      Abraços!

  • Luiz Carlos vieira

    Fala, Renato.

    Parabéns pelo post, logo mais vou por tudo isso em prática, e deixar os jig heads um pouco de lado. Só fiquei com uma dúvida, qual a ação das veras que você utiliza prá esse sistema?

    • Renato Banzai

      Fala Luiz! Obrigado! Espero que goste do conteúdo que temos criado por aqui! Eu utilizo uma vara de 17 libras com ação média-light. Mas tenho amigos que usam varas de 14 libras com ação rápida. No meu caso, a sensibilidade é menor, sinceramente estou pensando em trocar de vara para uma de tamanho 6’6″ 14libras e ação rápida. Não deixe de nos avisar e mandar fotos de suas capturas, principalmente se for no Banzai Rig. Em nossa fan page do facebook, costumamos divulgar fotos de leitores: http://www.facebook.com/fishingstories.jp , passa lá e dá um curtir! Abraços!

  • Pingback: 1º Torneio de pesca com caiaques @ Boiçucanga | Fishing Stories()

  • Pingback: Pescarias no canal de Bertioga | Fishing Stories()

  • Demétrio Vilhena

    Amanhã (20/09) será meu teste com o Banzai Rg na Bertioga!!!!…vamos ver se é pé quente!!rsrsrs

    Abraço

  • Newton

    Caro Banzai, acompanho os seus posts no pescaki e sempre tive a curiosidade de saber como montar o famoso rig que leva o seu nick. Dúvida esclarecida! Obrigado por compartilhar. Na próxima pescaria, testarei o já aprovado banzai rig.
    Abraço,
    Newton

    • Fala Newton! Que bom que sanou as dúvidas por aqui! Se tiver outras dúvidas, sinta-se a vontade para perguntar. Não esqueça de nos mandar o resultado que teve! *Banzai não é só meu nick, é meu sobrenome também! rsrs Abraços!

  • Ronan Chaves

    Primeiro, parabéns pelo site! Tá cada vez melhor! Estava pensando em utilizar esse sistema nas minhas pescarias. Só pesco de caiaque e sempre próximo a costões. Muitas vezes são lugares profundos, com correnteza forte e onda altas. Sem falar do vento. Estava pensando em utilizar chumbos de 25 a 30 gramas, pois menos que isso acho difícil sentir o fundo… Estou tentando desenvolver um método de pescas com camarão de silicone nessas condições. Tenho certeza que eles serão muito produtivos. Comprei camarões maiores (Big M da Monster) pra poder trabalhar com chumbos mais pesados. Você acha que pode funcionar? Abraço

    • Obrigado Ronan! Valeu por comentar!!! Então, já usei esse sistema com chumbos de aé 25g, e por incrível que pareça peguei peixes, mas acho que fica meio desengonçado. Primeiro de tudo, quais profundidades/regiões que vc pesca? []’s!

      • Ronan Chaves

        Pesco em Cabo Frio/Arraial Do Cabo. Depende muito do dia, pois escolho o lugar de acordo com as condições do tempo… O lugar mais raso fica em torno de 10 metros e outros mais profundos até 30/35 metros, sempre próximo a costões e ilhas. Existem alguma técnica que permita pescar com camarões de silicone nessas condições? Como pesco de caiaque, preciso de um sistema fácil para trocar de isca. Você acha que a utilização de um snap atrapalharia o trabalho da isca? Sempre pesco com Jumping Jig’s, justamente por permitirem um enorme variedade de pesos e modelos. Tá complicado utilizar os camarões de silicone nas condições que pesco… Como disse comprei camarões grandes (BIG M, monster 3x) pra poder trabalhar com chumbos maiores. Abs

        • Entendi o porque da escolha do Big M, eu já usei no EBI pequeno da NS (por isso achei desengonçado) chumbo grande e peguei Corvinas, Pescadas e Canguás. Não acho que atrapalhe o trabalho, mas acho que atrapalha a troca de chumbo (lembrando que ele ficaria acima do snap). Mas para os locais mais fundos, você poderia usar o que chamo de Chicote Iguapense, que é usado também para Camarão Vivo, dá uma olhada nele aqui: http://fishingstories.jp/montagem-de-camarao-vivo-para-robalo-e-pescada/
          Nesse chicote o trabalho é mais lento, e você poderia usar um camarão menor também! Acho válido tentar ambos! E também não deixaria de tentar uma daquelas Lulinhas de silicone por aí 🙂 Não deixe de nos falar se teve sucesso!

          • Ronan Chaves

            Acho que o jeito mesmo vai ser testando! Obrigado pela sugestão! Fique tranquilo, vou informar os resultados! Abs!

  • Pingback: Dia fracassado no Perequê / Guarujá SP | Fishing Stories()

  • Filipe

    Boas onde arranjo este camarao em portugal?
    Cumps

    • fishingstories

      Boa tarde Filipe, tudo bem?
      Olha, infelizmente não conheço os distribuidores de Portugal. Até onde eu sei os camarões artificiais das marcas brasileiras NS e Monster só vendem por aqui. Talvez aí em Portugal você encontre os camarões D.O.A. muito famosos nos Estados Unidos.

      Costuma pescar robalos por aí?
      Grande abraço!

  • Luis Gustavo Manganaro

    Olá Nagae, achei muito útil e muito interessante os posts que me recomendou sobre JJ e Camarão Artificial para pesca no canal, mas observei que a maioria de suas Pescarias são realizadas com o guia Nê e em lugares mais longes ao do Chinem….Minha pergunta é: No Chinem (Poção) td isso funciona também? Abs Gustavo….

  • Pingback: Pegadeira de bicudas no perequê. | Fishing Stories()

  • Thiago Araujo de Oliveira

    Essa tecnica é usada no fundou ou meia agua? como usar tem video?

  • Ulisses

    Será que funciona utilizando um anzol offset para evitar enroscos ??

    • Nunca testamos com, mas é possível que funcione sim. De qualquer forma, prefiro enroscar do que perder fisgadas ultimamente rsrsrs. Depende da produtividade. Abraços!

  • Henrique

    Show de bola essas informações.
    pois tem un porém
    só funciona pra quem acredita em isca artificiais .
    como diz a frase
    pesca com isca artificiais é acredita em cada arremesso .

  • Sidnei

    Testemunho que funciona muito bem! Muitas vantagens em relação ao jig head, onde fiz umas adaptações: nó de correr atrás do chumbo, visando para o mesmo na distância desejada e snap para troca rápida de camarão…
    Abraço a todos!

    • Fala Sidnei! Fico feliz em saber que funcionou contigo 🙂 grande abraço!

  • Pingback: Pevões na costeira do Guarujá | Fishing Stories()

  • Pingback: Época de Galos na costeira | Fishing Stories()

  • Pingback: Pescaria no canal e costeira de Bertioga | Fishing Stories()

  • sergio_as

    Aquela bolinha amarela é uma missanga? Qual a função nesse caso?

    • fishingstories

      Olá Sergio, isso mesmo, é uma miçanga! A função dela é amortecer o impacto do chumbo solto no nó do anzol.
      Abraços!