Pages Menu

Postado por em 19 fev 2014 em Água doce, Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 5 comentários

Pescando os Tucunarés de Miguelópolis

Pescando os Tucunarés de Miguelópolis

Salve Amigos Pescadores! Sábado de previsão ruim para o mar, nossa pescaria da queimada grande havia sido cancelada e os sites de previsão indicavam vento fortíssimo e chuva torrencial. O que fazer nessa situação? Muitos diriam “ficar em casa”, porém os loucos do Fishing Stories (Eu, Banzai, Antonio e Afonso) decidimos ir para o interior fugir do mal tempo. O destino escolhido foi a cidade de Miguelópolis que fica a 420 Km da capital e abriga uma represa das águas do Rio Grande. Local um tanto quanto conhecido por pescadores de Tucunaré. Ano passado houve até um grande campeonato na região em que o prêmio foi um barco e um motor. Tudo combinado, saímos de São Paulo às 1:30 da manhã do sábado com destino a Miguelópolis, pegamos a Rodovia dos Bandeirantes até o fim, depois a via Anhanguera até a cidade de Ituverava de onde sai uma estrada viscinal de 30 km até Miguelópolis,  e finalmente chegamos na cidade às 6:10 da manhã depois de parar para um...

Leia mais

Postado por em 23 out 2013 em Água doce, Água salgada, Destaque, Fishing Stories, Points | 13 comentários

Adoçando o Equipamento em Presidente Epitácio

Adoçando o Equipamento em Presidente Epitácio

Salve amigos pescadores. Depois de mais de 10 anos sem pescar em água doce, resolvi matar a saudade dos velhos amigos tucunarés (peixe que fazia mais de 12 anos que eu não pegava) O local escolhido foi Presidente Epitácio, na divisa do estado de SP com o estado do Mato Grosso do Sul, na bela represa Sergio Motta formada pelas águas do Rio Paraná. A jornada já estava programada a uns três meses com os amigos Luizão e Marcelo, e no último mês o companheiro Mauricio aproveitou as férias e também se juntou a nós. Saímos de São Paulo as 17:00 de quinta-feira para evitar o trânsito da Castelo Branco, e assim depois de 650 Km de viagem entre Castelo e Raposo Tavares com uma bela parada para jantar no caminho, chegamos a pousada Cururu por volta da meia noite. Chegamos exaustos e logo montamos as varas (fominhagem é fogo) e caímos na cama… No outro dia as 6 em ponto estávamos indo para o café… E logo depois...

Leia mais
Página 5 de 512345