Pages Menu

Postado por em 11 fev 2015 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories, Pescarias | 1 comentário

Chuva e Robalos em Bertioga

Chuva e Robalos em Bertioga

Salve amigos pescadores!

Desde o começo do ano havia reservado o sábado 31/01/2015 na agenda do guia Nê de Bertioga. O plano era tentar os Pevões e Galos costeiros da região, porém, na véspera da pescaria o Nê me ligou e disse que o tempo virava bruscamente e só poderiamos pescar no canal, ofereceu inclusive para adiarmos a pescaria, mas como teimoso que sou decidi ir assim mesmo e tentar pegar os bixos no canal. Os amigos José Souto e Matheus Calazans aceitaram me acompanhar nesta jornada, apesar das previsões de chuva.

Assim, às 6:00 da manhã do sábado estávamos cruzando a balsa Bertioga-Guarujá, debaixo de muita chuva!! A caminho da nautica Chinen.

Chuuuuva na balsa

Chuuuuva na balsa

A chuva era tanta, que ao chegar na náutica o guia Nê perguntou se queríamos cancelar, confesso que nesta hora eu pensei seriamente no assunto, mas fui rapidamente interrompido pelos companheiros que estavam afim de pescar de qualquer maneira… hehehe

E assim, debaixo de muita água saímos em busca dos peixes. Tentamos o coqueiro alto, tapioca, poço do zico, dois pontos do cabuçu e naaada… Quanto mais subia, mais a água sujava!!

Na volta, tentando novamente em outro ponto na região do coqueiro alto, é que saiu o primeiro. Não muito “esperado” hehehe

começando o dia com um baaaaagre... rsrsr

Começando o dia com um baaaaagre… rsrsr

Depois disso, tentamos mais uns dois pontos sem sucesso. Até que na rodada da balsa, eu peguei o primeiro Peixe (de fato) do dia…

Ufa! me redimindo com um pevinha...

Ufa! Me redimindo com um pevinha…

Por alí acertamos um carduminho…

Opa! segundo peva do dia!

Opa! segundo peva do dia!

Belo peva no jig pac cromado da Ns!

Belo peva no jig pac cromado da Ns!

José souto e o primeiro robalo de sua vida.

José Souto e o primeiro robalo de sua vida.

mais um pevinha pra secar a molhaceira...

mais um pevinha pra secar a molhaceira…

O dia estava de peixes muito manhosos! Trocamos várias vezes de cor de camarão e peso de jig head, além de trocar muitas vezes de cor de jig e peso de jig. Mas as poucas ações aconteciam, só no camarão vivo! No dia todo foram somente 3 peixes na artificial e mais de 50 na natural.

Perto do meio-dia o jeito, era hora de almoçar pão com queijo molhado e claro: Brindar!!! hehehe

um brinde pra aquecer o frio.

um brinde pra aquecer o frio.

Ainda insistimos bastante no local, mas a única ação foi de… advinhem:

mais baaaagre... hahaha

mais baaaagre… hahaha

Subindo um pouco o rio, para um ponto perto da chinen achamos novamente alguns peixes…
E eu peguei o segundo peixe na artificial do dia! Um Pevinha no jig Pac Cromado de 24 gramas da NS.

me redimindo novamente com o jig pac.

me redimindo novamente com o jig pac.

Nesse ponto, as ações estavam bem mais frequentes!! E saíram muitos peixes!!

Matheus tirando o dedo com um belo pevinha.

Matheus tirando o dedo com um belo pevinha.

Matheus empolgado com um peva melhor!

Matheus empolgado com um peva melhor!

Só dava ele! matheus novamente...

Só dava ele! matheus novamente…

 pegadeira seguia animada.

pegadeira seguia animada.

O peixe continuava rejeitando todo tipo de IA, somente camarão vivo rendia! Até que o guia nê fisga algo bruto no camarão de borracha! Achamos ser um pevão… maaas… heheh

O experiente guia nê com uma corvinona pega no jig head!

O experiente guia nê com uma corvinona pega no jig head!

E apesar da insistencia esse foi o último peixe na artificial do dia, já no camarão vivo:

Matheus com mais um engatado.

Matheus com mais um engatado.

doublês eram constantes.

doublês eram constantes.

mais um belo dublê!

mais um belo dublê!

E assim a pesca seguiu animada.

E assim a pesca seguiu animada.

O amigo José Henrique queria pegar o troféu mas teve umas linhas estouradas e capturou muitos pequenos… mesmo assim se apaixonou pelos Centropomus.

Zé pegou muitos robalos e ja se apaixonou por eles.

Zé pegou muitos robalos e ja se apaixonou por eles.

E assim perto das 16:00 encerramos a pescaria, onde a chuva não parou um segundo sequer! Mesmo assim todos ficaram muitos felizes pela quantidade de ações!! E tão felizes que nem sentiamos mais o frio do corpo…

desembarque na chinem ensopados mas muitos felizes

desembarque na chinem ensopados mas muitos felizes

Assim foi mais um dia em Bertioga, onde a experiência do Nê, que não tirou um minuto sequer a mão do motor elétrico, fez toda a diferença! Garantiu uma ótima pescaria mesmo em situação adversa!!

Abração e boas pescarias.
Pleffer.

  • Ailton Bittencourt

    voces não tiraram foto do materias,é segredo ou podem passar.