Pages Menu

Postado por em 19 dez 2013 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 4 comentários

Conhecendo o Rio Itaguaré – SP

Conhecendo o Rio Itaguaré – SP

Bom dia amigos! Num final de semana desses, resolvi descer para conhecer o rio Itaguaré e logo de quebra, ensinar meu sobrinho a pescar com carretilha e iscas artificiais. Preparei 2 materiais para Banzai Rig e fui com a cara, a coragem e um motor elétrico para dar uma voltinha por lá!

Antes de ir, liguei para o ICMBio de Bertioga, para esclarecer se era permitida a pesca por lá, fui prontamente atendido e esclarecido: é permitida a pesca apenas entre a barra e a ponte da Rio – Santos. Acima, não é permitida (o mesmo se aplica ao Guaratuba). Para esclarecer melhor, vou levantar qual o decreto-lei e outras coisas para que fique mais claro para nós pescadores, pois mesmo no pesque e solte, estamos sujeitos a multas nesse caso.

Cheguei e fui recebido pelo Alfredinho, velho conhecido de muitos amigos meus que sempre falaram dele, nada melhor que conhecer ao vivo ele e suas mascotes a Chu (uma labradora preta) e a Chi (uma lontra que virou amiga da cachorra e agora não desgruda mais dela). Sem palavras para agradecer a hospitalidade de todos por lá.

Montei o equipamento no barco e toquei para o meio do Rio, lá ia passar as primeiras instruções de arremesso com carretilha para o meu sobrinho Fernando.

Dando uma volta pelo rio!

Dando uma volta pelo rio!

Tio e sobrinho. Ambos Banzais!

Tio e sobrinho. Ambos Banzais!

Depois de algumas cabeleiras, o menino começou a arremessar o suficiente para tentarmos uns peixes.

O menino tá aprendendo.

O menino tá aprendendo.

Mas o dia estava fraco, a água muito suja e depois de umas 2 horas batendo margens a esmo, pois não conheço nada dali, finalmente tirei um peva, e até que de bom tamanho. O bicho mordeu que nem um Bass, a linha mal movimentou.

Peva Bass! rsrsrs

Peva Bass! rsrsrs

Aproveitei e ensinei o Fernando como soltar um peixe, parte fácil da aula 🙂

Começando com o pé direito.

Começando com o pé direito.

Depois disso a maré parou de correr e aí que ficou impossível a pesca, alguns robalos acompanharam a isca do Fernando, mas estavam super manhosos.

Dica: Não esqueça o repelente.

Dica: Não esqueça o repelente.

Até que achei esse trickzinho, manhoso de novo!

Trick manhoso.

Trick manhoso.

Pedras que parecem promissoras na enchente da maré.

Pedras que parecem promissoras na enchente da maré.

E foi só, pescaria rápida para não cansar o novato, pescamos só na vazante da maré. Espero voltar algum dia e encontrar mais peixes por lá! A paisagem já valeu a viagem.

  • Decio Serra Neto

    Parabéns por mais uma Banzai passando a experiencia para o subrinho que dará continuidade no Banzai Rig…

    Style o rapaz pescando de meia e chinelo hahaha

    • http://www.fishingstories.jp/ Fishing Stories

      kkkkk esse estilo ele copia do tio! Eu pesco sempre com meia, para diminuir a queimadura do Sol e as picadas de inseto!

      • Decio Serra Neto

        Sabedoria oriental ^^

  • Anselmo TK

    Olá, poderia revelar o segredo de montagem do Banzai Rig? Além disso, poderia informar os pontos piscosos no Rio Itaguaré?

    Abraço