Pages Menu

Postado por em 25 maio 2015 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 2 comentários

Corvinossauras do Perequê 2015

Corvinossauras do Perequê 2015

E aí amigos pescadores!

Próximo do inverno e a com a temperatura da água em nosso litoral já caindo bastante, finalmente a temporada das Corvinossauras chegou! No último domingo (17 de maio), eu, meu pai e os amigos Thiago e Edelcio, fomos para a praia do Perequê (Guarujá / SP) em mais uma pescaria com o capitão Fernando Itano.

Belo amanhecer na praia do Perequê / Guarujá SP

Belo amanhecer na praia do Perequê / Guarujá SP

Em uma manhã gelada, mas com o mar promissor para uma boa navegação, as expectativas eram muito boas em encontrar o cardume de corvinas na área. Porém, o único problema era em relação as iscas. Para quem não sabe, a melhor isca para pescar as corvinas é o camarão, só que nesta época a pesca do camarão se encontra em defeso, tendo sua pesca proibida até dia 1º de junho.

Para a nossa sorte, e graças ao nosso planejamento, tínhamos estocado uma boa quantidade de camarões congelados que sobraram de algumas pescarias que fizemos com isca viva no canal de Bertioga. O que nos deu uma grande vantagem nesse dia, pois além de estarem inteiros, estes camarões não possuem qualquer tipo de conservante como os encontrados em supermercados.

Fernando ajeitando nossas tralhas em seu barquinho para nos levar até a traineira

Fernando ajeitando nossas tralhas em seu barquinho para nos levar até a traineira

Com as tralhas embarcadas, não perdemos mais tempo e as 8am partimos da praia do Perequê, rumo ao cascalho dos 17 metros.

Meu pai e Fernando colocando o papo de pesca em dia

Meu pai e Fernando colocando o papo de pesca em dia

Como a época de frio, além das corvinas, conseguimos encontrar peixes pelágicos como a Sororoca, é muito importante que se aproveite o trajedo de ida e volta para corricar. Nesta modalidade é muito comum encontrarmos com Sororocas, Guaiviras, Bicudas e outros peixes. Mas apesar de toda insistência dos pescadores Edelcio e Thiago, não as encontramos no caminho de ida.

Sr. Edelcio seguia o caminho inteiro curricando em busca de alguma Sororoca

Sr. Edelcio seguia o caminho inteiro curricando em busca de alguma Sororoca

Pescamos para o lado sul do Guarujá, próximo a ilha do Arvoredo, cerca de 1h de navegação a bordo da traineira.

Curricando próximo a ilha do Arvoredo

Curricando próximo a ilha do Arvoredo

Logo ao chegarmos e descermos os camarões, os esfomeados Canguás deram as caras por lá. Peixe muito saboroso por sinal e que não passa dos 20cm.

Primeiro peixe do dia, e o primeiro Canguá de milhões que pegamos no dia apareceu

Primeiro peixe do dia, e o primeiro Canguá de milhões que pegamos no dia apareceu

Mas como diz o bom e velho ditado “Isca grande, peixe grande”, também armamos o equipamento mais pesado e iscamos os camarões na famosa coxinha. Colocando de 3 a 4 camarões inteiros no anzol circle hook e os atando depois com elastricot.

"Isca grande, peixe grande!" O velho ditado cabe muito bem para fisgar as corvinossauras

“Isca grande, peixe grande!” O velho ditado cabe muito bem para fisgar as corvinossauras

Não demorou muito até que a primeira corvina do dia aparecesse. Que saudade em ter uma briga boa dessas!

No horário do peixe, eis que a primeira corvinossaura apareceu!

No horário do peixe, eis que a primeira corvinossaura apareceu!

Corvina que brigou muito no material leve.

Corvina que brigou muito no material leve.

Em seguida meu pai também fisgou a dele, ainda um pouco pequena para o padrão do Perequê.

Meu pai abrindo sua contagem de corvinas também

Meu pai abrindo sua contagem de corvinas também

Tentando a sardinha na meia-água, uma bela Guaivira apareceu.

Na sardinha na meia-água uma Guaivira

Na sardinha na meia-água uma Guaivira

Mas lá no fundão com o chicote corvineiro, as peças iam aumentando de tamanho.

Uma corvina melhor desta vez apareceu para a nossa alegria

Uma corvina melhor desta vez apareceu para a nossa alegria

O amigo Thiago também fisga a sua roncadora!

O amigo Thiago também garantiu a dele

O amigo Thiago também garantiu a dele

E belos exemplares iam cada vez mais aumentando de tamanho.

E enquanto eu brincava com os canguás, uma baita corvina me deu um susto!

E enquanto eu brincava com os canguás, uma baita corvina me deu um susto!

Algumas eram muito brutas e gordas, como essa linda corvinossaura que meu pai fisgou.

E eis que a mãe de todas corvinossauras foi fisgada pelo meu pai

E eis que a mãe de todas corvinossauras foi fisgada pelo meu pai

Detalhe para a bela textura da corvinossaura.

Linda roncadora!

Linda roncadora!

Nesta tipo de pescaria, a sardinha acaba sendo uma coadjuvante quando comparada ao camarão. Porém é sempre legal manter uma sardinha inteira iscada na bóia, pois com muita insistência podemos fisgar algum bom exemplar de Baiacu, Sororoca e também a valente Prejereba, como este belo exemplar fisgado por Edelcio.

Linda Prejereba fisgada na sardinha boiada pelo Sr. Edelcio

Linda Prejereba fisgada na sardinha boiada pelo Sr. Edelcio

Um peixe que costuma se atrair pelas sardinhas inteiras na flor dágua.

Detalhe da enorme boca da Prejereba

Detalhe da enorme boca da Prejereba

O amigo Thiago também pousando para a foto com a Prejereba no estilo “Tamba”.

Thiago também pousando para a foto com o "Tamba" marinho

Thiago também pousando para a foto com o “Tamba” marinho

Já no caminho de volta, corricando próximo a ilha do Arvoredo, o amigo Thiago usando uma isca Bomber 17, capturou 2 belos peixes: Sororoca e Guaivira. Peixes que são muito característicos dessa época.

Corricando na volta, utilizando a Bomber 17, uma sororoca e guaivira

Corricando na volta, utilizando a Bomber 17, uma sororoca e guaivira

E assim terminamos mais uma pescaria no Perequê! Mais uma pescaria em que a isca fez a diferença, certamente se não tivéssemos esse nosso estoque de camarões a produtividade da pesca teria sido muito menor.

 

Fim do dia na praia do Perequê

Fim do dia na praia do Perequê

Guia Fernando Itano:

  • (13) 99740-1478 (também no whatsapp)
  • (13) 3353-2258

 

Para quem quiser assistir o vídeo com algumas dicas sobre o chicote utilizado nessa pescaria, confira abaixo:

 

Abraços e boas corvinossauras a todos!

Nagae

  • Decio Serra Neto

    Linda pescaria André Parabéns a você e a todos os participantes… belas corvinossauras =D

  • Pingback: Dicas para pesca de Corvina (Vídeo) | Fishing Stories()

  • Vinicius Rodrigues da Silva

    Eu fui no dia 16/05, a pescaria rendeu bons exemplares, além um cioba vermelho de bom tamanho e um cação gralha preta, na sardinha não saiu nada, quem conseguiu camarão fresco se deu bem, quem não conseguiu perdeu viagem. não vejo a hora de voltar, se bem que agora que liberou o camarão a concorrência deve estar grande,parabéns pela pescaria.