Pages Menu

Postado por em 4 jun 2014 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 5 comentários

Corvinossauras do Perequê

Corvinossauras do Perequê

Bom dia pescadores!

Depois de cerca de 1 ano, finalmente a temporada das Corvinossauras chegou! No 1º dia de Junho, Eu, meu pai e o parceiro Banzai descemos rumo ao Perequê para pescar na traineira do guia Fernando Itano.

O belo amanhecer na praia do Perequê

O belo amanhecer na praia do Perequê

Um dia antes, o Fernando já havia nos alertado que seriamos prejudicados por um possível vento noroeste que atrapalharia a pescaria durante o período da manhã, mas que de tarde já ficaria mais tranquilo. E como a vontade de pescar as corvinossauras era muito grande, bora para a água!

Fernando e meu pai conversando sobre as condições de pesca

Fernando e meu pai conversando sobre as condições de pesca

Tempo muito nublado neste dia, temperatura baixa e muitas rajadas e vento

Tempo muito nublado neste dia, temperatura baixa e muitas rajadas e vento

No dia 1 de Junho, também abre a temporada de pesca do camarão, que se encontrava fechada pelo defeso. Portanto logo ao sairmos da baía do Perequê, já avistamos muitos barcos de arrasto garantindo a primeira safra de camarão-sete-barbas.

Barcos de pesca de camarão

Barcos de pesca de camarão

É muito comum nesta época efetuar a compra de camarão fresco para ser utilizado como isca em pleno alto mar. Abaixo um vídeo de como funciona essa compra à deriva.

Iscas compradas, bora continuar o trajeto até a casa das corvinossauras!

Nesta época de águas frias, também é muito comum encontrarmos com as Sororocas e Cavalas perto da costeira do Guarujá, por isso durante todo o trajeto persistimos no currico.

Banzai seguia curricando em busca das Sororocas

Banzai seguia curricando em busca das Sororocas

Mas com um mar mexido daqueles, o amigo Banzai já começava a ficar mareado.

Banzai VS Mar

Banzai VS Mar mexido

Mas a coisa tava feia mesmo! Para vocês verem a situação do mar, fiz um pequeno vídeo…

Depois de cerca de 1 hora e 20 minutos de navegação, eis que chegamos ao tão esperado point das corvinas.

Guarujá visto do alto-mar

Guarujá visto do alto-mar

Não demorou muito até que o Banzai tirasse o dedo com um….

Bagre-amarelo (Jaú do cascalho)

Bagre-amarelo (Jaú do cascalho)

Pois é, até no cascalho eles estão dominando o território!

Mas como o foco eram as corvinas, logo fiz a montagem de chicote para corvina, e coloquei 3 camarões grandes e frescos.

Camarões iscados no chicote corvineiro

Camarões iscados no chicote corvineiro

E eis que a primeira corvinossaura do dia aparece, depois de uma briga espetacular no equipamente light.

Corvinossaura do Perequê

Corvinossaura do Perequê

Em seguida lá na frente do barco, o guia Fernando também tira mais uma corvina. Sinal de que elas estavam por alí mesmo.

Fernando com uma pequena corvina

Fernando com uma pequena corvina

Em seguida, aderindo também ao chicote corvineiro, Banzai tira a sua primeira roncadora do dia.

Corvina fisgada pelo Banzai

Corvina fisgada pelo Banzai

Fernando mostrando que o tamanho delas estava aumentando, e pega uma de respeito!

Corvina fisgada pelo guia Fernando

Corvina fisgada pelo guia Fernando

Banzai querendo fazer uma homenagem ao grupo dos “Pescadores de Preula”, logo inova e fisga uma nojenta enguia.

Enguia fazendo "P" de Preula!

Enguia fazendo “P” de Preula!

Até que meu pai, depois de caprichar em uma isca com 4 camarões inteiros, fisga o troféu do dia. Uma gigante corvinossaura!

Corvinossaura record

Corvinossaura record com mais de 3kg

Bela Corvinossaura

Bela Corvinossaura

Aí virou festa, em seguida pegou mais uma corvina grande.

Corvina

Corvina

O interessante dessa corvina, era que apesar dos seus 2kgs, tinha uma cicatriz enorme de algum peixe que tentou abocanhá-la, possivelmente um grande cação.

Detalhe da mordida no dorso da corvina

Detalhe da mordida no dorso da corvina

Nisso, já se aproximando do meio-dia, o chato vento noroeste parara de soprar e o mar se transformou em uma represa.

Mar tranquilo no Perequê após do vento noroeste

Mar tranquilo no Perequê após do vento noroeste

E os trabalhos atrás das corvinas continuavam!

Fernando com uma corvina caolha

Fernando com uma corvina caolha

Eu imitando o Banzai, fisgando uma enguia.

Enguia que engoliu o anzol circle hook

Enguia que engoliu o anzol circle hook

E meu pai, o rei das corvinas, seguia capturando as bitelas.

Mais uma corvinossaura de respeito!

Mais uma corvinossaura de respeito!

Perdendo alguns pontos com um bagrão-amarelo.

Jaú do cascalho

Jaú do cascalho

Eu também garantindo o meu jaú.

Bagre-amarelo deixando sua marca registrada na minha linha, gosma.

Bagre-amarelo deixando sua marca registrada na minha linha, gosma.

E antes de ir embora, aconteceu algo inusitado, ou melhor, bizarro mesmo! Fisguei uma linhada que havia perdido algumas horas antes, e nela estava fisgado um bagre-amarelo, todo emaranhado entre as linhas e já morto com mordidas na cabeça.

???

???

Como já se aproximava das 15hrs, e o tempo ameaçava virar novamente, recolhemos as tralhas e iniciamos a volta ao Perequê.

Curricando durante a volta

Curricando durante a volta

Ilha do Arvoredo

Ilha do Arvoredo

E logo após passarmos pela Ilha do Arvoredo, meu material de currico dispara tomando muita linha e as pernas começaram a tremer.

Brigando com um peixe no currico

Brigando com um peixe no currico

Mas para o meu desgosto, o responsável pelo susto todo era ninguém menos do que uma pequena ESPRAGA!

Espada fisgada no currico

Espada fisgada no currico

E seguindo os conselhos do amigo Banzai, ta na hora realmente de aposentar essa isca (Rapala Magnum) pegadeira de espada, e me dedicar as Rapalas X-Rap. Chega de espraga!

Assim terminou mais uma pescaria no Perequê. Embora não termos fisgado uma boa quantidade de peixes, já deu para ver que a temporada de corvinas vai ser muito boa, e se acertarem o dia com certeza terão uma pescaria farta.

Abaixo a quantidade de peixes fisgados pelo nosso barco:

  • André Nagae: 1 corvina, 1 bagre-amarelo, 1 enguia e 1 espada
  • Renato Banzai: 1 corvina, 1 bagre-amarelo e 1 enguia
  • Armando Nagae: 4 corvinas e 2 bagres-amarelos
  • Fernando Itano: 4 corvinas, 1 bagre-amarelo e 1 enguia

Informações sobre a pescaria:

  • Frete: R$350,00 para 4 pescadores
  • Iscas: R$25,00

Guia Fernando Itano:

  • (13) 99740-1478 (também no whatsapp)
  • (13) 3353-2258
Final do dia no Perequê

Final do dia no Perequê

Abraços e boas pescarias!

André Nagae.

  • Lincoln Donizete Gabriela Merc

    Essas ai são pré-históricas kkkk

  • Paulo De Tarso Dualiby

    Belo resultado para um dia de mar ruim. Bom que as grandonas estão de volta! Abraço

  • Decio Serra Neto

    Cada bitela que dá até gosto… parabéns pela pescaria e grande abraço

  • Guilherme Vieira

    Renato mareado…..faz parte……belos peixes, mais uma pescaria bacana de vcs….abço a todos!

  • Marcos Castro

    Excelente Pescaria. Apesar do mar batido, mas valew.