Pages Menu

Postado por em 22 jan 2015 em Água salgada, Destaque, Dicas, Fishing Stories, Técnica | 4 comentários

Época de Galos na costeira

Época de Galos na costeira

Bom dia amigos pescadores!
Se minha última pescaria em 2014 foi tentando buscar o tão sonhado Flechão, em 2015 o primeiro post e a primeira pescaria do ano se repetem com a mesma tentativa. Porém, como a batalha não é nada fácil, acabamos não achando o tão esperado troféu. Mas encontramos uma outra espécie que está tomando conta da costeira neste calor infernal de verão em nosso litoral. Com vocês, o Peixe-Galo.

Peixe-Galo (Selene setapinnis)

Peixe-Galo (Selene setapinnis)

Saímos da Náutica Calina (ex- brisa mares) com o amigo e guia Marcio, que antes estava na Náutica Fênix. Com uma estrutura básica de estaleiro, banheiros e pias para limpeza dos peixes, a Náutica Calina ainda está em processo de re-estruturação, pois acabara de ser adquirida por um novo dono.

Náutica Calina, km19 da Rodovia Guarujá-Bertioga

Náutica Calina, km19 da Rodovia Guarujá-Bertioga

De manhã a maré tocava fortemente de vazante, dando trabalho para os pescadores que dependiam apenas do remo para se locomover até o poção que tem perto da Náutica.

"Ô maré qui num si reeende!"

“Ô maré qui num si reeende!”

Com o histórico de boas pescarias realizadas na costeira neste início do ano, o guia Marcio resolveu nos levar para os points famosos mar afora para tentarmos engatar os tão aguardados robalos. Então com camarões comprados, tralhas arrumadas… partimos para o marzão!

Eu, meu pai e o guia Marcio partindo para a costeira

Eu, meu pai e o guia Marcio partindo para a costeira

O primeiro point de pesca foi a famosa lajinha da barra, que se trata de um pequeno parcel mas que costuma ser muito disputado pelos robaleiros. E foi lá que o primeiro Peixe-Galo do dia apareceu! Este, fisgado na robaleira com camarão-vivo do guia Marcio.

Marcio com o primeiro peixe do dia, um belo Galo!

Marcio com o primeiro peixe do dia, um belo Galo!

Ainda insistimos mais um tempo na lajinha, porém as corcorocas não estavam dando trégua para nossos camarões vivos. E no Jumping Jig somente um pequeno Sargo-de-beiço veio conferir a isca.

Sargo-de-beiço fisgado no Jumping Jig PAC da NS

Sargo-de-beiço fisgado no Jumping Jig PAC da NS

Para não gastarmos as iscas, o tempo e as ações, resolvemos mudar para o point seguinte, que era a Ilha dos Guarás. Arriando as robaleiras por lá, foi a hora do meu pai tirar o dedo com um belo Peixe-Galo.

Peixe-Galo tratado com milho de primeira na Robaleira

Peixe-Galo tratado com milho de primeira na Robaleira

Em seguida também fisgo um na robaleira.

Peixe-Galo também fisgado na robaleira

Peixe-Galo também fisgado na robaleira

Já eram quase 10 horas e nada do robalo dar as caras. O Marcio resolveu então nos levar a um outro ponto perto dalí, conhecido como Camburi.

Como a estrutura era bastante promissora com muitas pedras espalhadas ao redor, resolvi arriscar o camarão de borracha, utilizando um camarão Ebi da NS na montagem Banzai-Rig.

Camarão Ebi na montagem Banzai-Rig: Softbait sem jighead

Camarão Ebi na montagem Banzai-Rig: Softbait sem jighead

Tentei o camarão na cor merthiolate, mas nada. Mas foi só trocar o camarão na cor preferida do Banzai (chá com glitter) que os primeiros bocudos foram aparecendo.

Badejo-Mira que encharutou o Ebi

Badejo-Mira que encharutou o Ebi

Pertinho da pedra tinha uns até de bom tamanho

Pertinho da pedra tinha uns até de bom tamanho

E logo após alguns Badejo-Mira, uma ação mais forte seguida de cabeçadas. Finalmente o primeiro Robalo-peva do dia apareceu! Um pevinha que encharutou o camarão Ebi.

Peva que encharutou o Ebi

Peva que encharutou o Ebi

Como achamos sinal de vida do robalo, resolvemos permanecer no point chamado Camburi para ver se encontrávamos os familiares dele. E na insistência depois de diversas passadas, eis que a minha robaleira enverga com vontade e em uma fisgada certeira o Pevão apareceu.

Pevão responsável por enterrar a robaleira na água

Pevão responsável por enterrar a robaleira na água

Demorou mas apareceu! Belo peixe!

Demorou mas apareceu! Belo peixe!

Mas apesar da empolgação com o Pevão, os peixes que vieram em seguida eram todos de menor porte.

Guaivira no camarão-vivo

Guaivira no camarão-vivo

Pevita no camarão de borracha

Pevita no camarão de borracha

"Vai lá chamar seu primo Flecha!"

“Vai lá chamar seu primo Flecha!”

Até a próxima pescaria amigo! See you next time buddy! #robalo #peva #babysnook #pescaria #fishing

A video posted by Fishing Stories (@fishingstories) on

Já passando do horário do almoço, na famosa hora da parada, resolvemos dar uma volta até o Perequê batendo em tudo quanto é estrutura. E nada de achar o peixe. Acabamos no final da pescaria parando em nosso point inicial, lajinha da barra. E foi por lá que o troféu da pescaria saiu!

Um baita de um Paru, que deu muito trabalho na robaleira do meu pai para tirar da água.

Paru para encerrar a pescaria!

Paru para encerrar a pescaria!

Se aproximando das 15hrs, rendidos pelo calor, resolvemos antecipar a nossa volta que o trânsito de domingo nos aguardava para subir a serra rumo a capital.

Mas foi isso aí pescadores! Começando o ano de pescaria com uma boa variedade de peixes e muitas lições aprendidas. Ainda não chegou a hora do Flechão aparecer para a capa da matéria, mas quem sabe em breve? Pois eles estão na área! Agora é acreditar em cada arremesso, insistir e não desistir nunca de fisgar o tão sonhado troféu.

Equipamentos utilizados:

  • Camarão Soft: Vara MajorCraft GO Emotion 6″6′ 17lbs // Carretilha Shimano Chronarch Ci4 // Isca: Camarão Ebi NS
  • Jumping Jig: Vara Jigging Light Waka Custom 5″3′ 14lbs // Carretilha Daiwa Zillion Coastal // Isca: JJ PAC NS
  • Isca-Viva: Vara Shimano Holiday ISO XT 4.5m-3 // Molinete Shimano Aernos 4000 // Isca: Camarão do Nilson

Guia Marcio:

  • (xx 13) 99777-3100

Finalizo esse post com o Flechão fisgado ontem (21/jan) pelo amigo e guia Nê. Realizou a façanha utilizando um jumping jig PAC NS nas proximidades da balsa de Bertioga. Parabéns Nê! Que venha o de 2 dígitos!

Robalo Flecha em bertioga

Robalo Flecha em bertioga

Abraços aos pescadores de plantão e até o próximo relato!

Nagae.

  • Carlos Alexandre Tanikawa

    A Calina é a estrutura da antiga Brisa Mares! Parabéns pela pescaria, André! Show de pesca.
    Quando puder, mande um abraço pro Márcio, ele foi meu guia por muitas saídas de pesca quando eu era cliente Brisa Mares. E outro grande pro Nê. O Márcio e o Nê são mestres na rodada e no jig.

  • Decio Serra Neto

    Parabéns pela linda empreitada nessa volta as atividades em 2015… que esse ano venha o tão sonhado Flechão na ponta da sua linha….

    Grande abraço Nagae!

  • Rodrigo

    Olá, acesso seu site há pelo menos uns 2 anos e primeira vez que comento, parabéns pelas pescarias. Fui dia 15/01 junto com meu filho mais velho q tem 13 anos e sai do Chinen, ficamos poitado próximo a umas pedras e uma prainha e até lá siram uns galo pego todos pelo meu filho e saiu uns robalinhos tb com camarao vivo. Parabéns pelo site tb e tiro bastante proveito daqui, continue assim. Abraço

  • Gabriel Pereira

    Parabéns pela pescaria..
    Qual o peso do chumbo que usou no banzai-rig?