Pages Menu

Postado por em 26 ago 2011 em Destaque, Fish of the Day, Fishing Stories | 9 comentários

Fish of the Day: Robalo

Fish of the Day: Robalo

Nome comum: Robalo, Robalo Peva, Robalo-Flecha, Trick

Nome científico: Centropomus undecimalis (Robalo-flecha); Centropomus paralellus (Robalo-peva);
Família: Centropomidae

Tamanho mínimo de captura: 50cm para o Robalo-Flecha e 30cm para o Robalo-peva

fonte: pescapinheiros.com.br

Características:
O Robalo é um peixe de escamas que possui o corpo alongado e comprido e a mandíbula inferior saliente. A coloração do dorso é acinzentada com reflexos esverdeados e o ventre é esbranquiçado, a sua coloração também é variável de acordo com o seu habitat, geralmente os Robalos que habitam os costões e águas mais salgadas próximas a praia, tem a cor mais clara e azulada, já os Robalos que habitam os rios e canais, tem a cor mais escura e esverdeada. A linha lateral é uma listra longitudinal negra que se estende do corpo até o final da nadadeira caudal.

Aqui no Brasil, podemos encontrar em nosso litoral duas espécies da família do Robalo, o Flecha e o Peva. O robalo-flecha é a maior espécie da família, alcançando 1,2m de comprimento total e 25kg, tem também como característica principal o corpo mais alongado, fazendo assim a relação com a silhueta de uma Flecha mesmo. Já o robalo-peva é o menor, alcançando 50cm de comprimento e até 5kg, possui o corpo mais achatado e largo.

Curiosidades:

A família do Robalo (centropomidae) é composta no total por 12 espécies diferentes que podem ser encontradas nos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico. Em cada um dos oceanos, variando de país para país possuem um nome diferente assim como a sua fisionomia. Os mais conhecidos são:

  • Snook ou Seabass – Estados Unidos
  • European Seabass – Europa
  • Suzuki (すずき) – Japão
  • Robalo – Portugal

Mesmo aqui no Brasil, o Robalo tem nomes diferentes por toda a costa brasileira. Nas regiões Sul e Sudeste, são chamados de Robalo-flecha, flechinha, robalão, robalo peva, pevão, pevinha e robalo trick (para aqueles cardumes de pevas pequenos). Do litoral carioca até o litoral sul da Bahia, o Robalo-flecha é bastante chamado de furão, por ser um peixe muito rápido, voraz e de corpo afinado e ter o costume de furar as redes e tarrafas dos pescadores artesanais. E no Nordeste do país, é conhecido como camurin açu, para o Robalo-flecha, e de camurin, para o Robalo-peva.

O Robalo é um peixe predador que quando se alimenta de pequenos peixes, faz o ataque através de sucção, a famosa ‘sugada‘. Para quem já pescou o Robalo, sabe da sua força e o bote inicial ao Robalo ‘sugar’ o camarão vivo. Para entender melhor como o Robalo aplica o bote em suas presas, veja o vídeo abaixo.

Habitat:

O Robalo é um peixe de água salobra, muito encontrado nos canais e mangues por toda a costa brasileira. Na subida da maré o Robalo costuma subir o rio, vindo da água salgada do mar em busca de alimentos nos manguezais. O inverso acontece quando a maré desce e boa parte da água dos rios voltam para o mar. Mas apesar de ser um peixe muito encontrado na água salobra, também é possível encontrá-los em costeiras, onde as estruturas fazem divisa entre a pedra e areia, como também na praia.

Dificilmente em mar aberto e grandes profundidades.
No Nordeste do Brasil, é possível encontrar o Robalo em rios com baixo nível de salinidade, aonde muitas vezes pode-se fazer a pescaria do Robalo e do Tucunaré na mesma modalidade.

Aonde pescar:

O Robalo é um peixe que encontramos em todo o litoral brasileiro, seja na praia, costão, rios e canais. Sua alimentação é constituída basicamende de camarões, moluscos, sendo um predador muito voraz, busca igualmente outros peixes menores como a sardinha, amboré e canguás, logicamente a sua alimentação sempre está muito ligada ao seu habitat, então é normal vermos o robalo se alimentando de diferentes coisas ao longo do nosso litoral.

Eu sendo um paulista, posso dar algumas dicas sobre a pescaria do robalo nos locais que mais costumo pescar por aqui, e das várias modalidades que existem para a pesca do Robalo, as que mais se destacam na minha atividade de pesca espotiva são em 4 locais diferentes: Canal de Bertioga, Plataforma de Pesca de Mongaguá, Praia de Boiçucanga e Costão de Barra do Una.

No vídeo abaixo, segue uma prévia de uma pescaria de rodada efetuada no Canal de Bertioga saindo da Náutica Chinen.

Canal de Bertioga

O canal de Bertioga é um dos principais pontos de pesca do Robalo no Litoral de São Paulo. Point muito conhecido por ser efetivo na época do verão atraindo muitos robaleiros na busca do Robalo-Flecha, mais precisamente na pescaria de rodada no trajeto da balsa que liga Bertioga ao Guarujá. Lá é possível praticar todas as modalidades de pesca do robalo possíveis, sendo as mais conhecidas:

  • Pescaria de rodada utilizando camarão-vivo;
  • Pescaria de rodada utilizando Jumping Jig;
  • Pescaria com iscas artificais no mangue (plugs, sticks, softbaits);
  • Pescaria poitada nos poções ao longo do canal, geralmente utilizando isca morta;

Abaixo, um vídeo de um robalo capturado por mim, em uma pescaria realizada com o guia Carlinhos da Náutica Chinen. Este Robalo-flecha foi fisgado utilizando camarão-vivo de isca na pescaria de rodada no canal de Bertioga.

As margens do canal de Bertioga, tanto no lado de Bertioga quanto do Guarujá, existem muitas náuticas que oferecem o serviço de aluguel de barco, piloteiro, motor e estrutura o suficiente para a pescaria do Robalo. As mais conhecidas são: Marina Acqua Azul, Náutica Daruma, Brisa Mares e por último a minha favorita, Náutica Chinen.

Pelo menos uma vez ao ano, o grande e renomado pescador profissional esportivo Nelson Nakamura, realiza campeonatos de pesca ao Robalo, geralmente saindo da Marina Acqua Azul, localizada ao lado do mercado municipal de comércio de peixe em Bertioga.

A atividade de pesca do Robalo no canal de Bertioga, acontece o ano inteiro, sendo na época do calor a maior efetividade da captura dos grandes exemplares de Robalo-Flecha. Mas durante o ano todo conseguimos fisgar pevas e flechas nas pescarias no canal.

Dicas

  1. Sempre fique atento para a pescaria de rodada quando o local da pescaria se trata de um canal. O Robalo é um peixe totalmente influenciado pela maré e outros muitos fatores como: salinidade da água, pressão atmosférica, lua entre outros.
  2. Antes de agendar uma pescaria no canal, procure pelas luas de quarto, mais precisamente no 2º ou 3º dia da entrada da lua. As luas cheia e nova tem a têndencia de serem mais fortes, o Robalo quando pescado no canal, tem o costume de ficar mais ativo em águas menos agressivas, e geralmente ataca no momento em que a maré começa a subir ou descer, por isso é sempre importante além de ver a fase lunar, também consultar a tábua das marés.
  3. O Robalo, assim como muitos outros peixes, tem o costume inexplicável, de se alimentar muito antes ou depois de uma grande ressaca. Então se você tiver a sorte de prever uma ressaca, corra para o canal, que a probabilidade de você acertar nos robalos é muito grande.
  • Pingback: Fish of the Day: Robalo « André Nagae Fishing Stories()

  • Gataodespachante

    valeu andré, tambem gosto muito de pescar robalos.
    tem algum point secreto em bertioga ou cananeia ?

  • Jonathanim

    oi andre, gostei muito de seu post. so que to esperando mais recentes relatos por muito tempo. Que passa? Ta doente? volte logo, ta?

    • Anônimo

      Olá Jonathanim tudo bem?
      Muito obrigado pelos elogios ao post! Fico feliz que mesmo que desatualizado o blog tem atraído novos visitantes como você. Peço desculpas a falta de atualização de relatos ultimamente, pois estava em uma fase de muito trabalho e falta de tempo para atualizar o blog.. mas logo nesse final de semana que passou fiz uma pescaria de robalos em Bertioga e devo fazer o post entre hoje e amanhã, portanto fique ligado na próxima pescaria!

      E você, é da Korea mesmo?

      Abraços!
      André Nagae.

      • Jonathanito

        boa tarde…ta bem mesmo? que bommm. Pela coincidendia, eu tambem gosto de pescar la em canal de bertioga… Sim sou coreano e estou morando em sao paulo, aprendendo portugues e … Eu sou apenas um pescador iniciante e nao tenho nenhum experiencia menos vontade,  Ce ofereceu bastante informacoes sobre pescaria de la, e por isso eu sempre, pelo menos 1~2 vezers poe dia…hehehe. Se Deus quiser poderemo-nos encontrar la um dia…Eu posso te identificar pq ja vi os seuo photos…. All the best… Jonathan Lim

  • http://www.facebook.com/arturnagae Artur Nagae

    Robalo… meu peixe preferido. Como alimento, poucos peixes da costa brasileira, senão do mundo, são tão versáteis quanto o robalo. Não conheço outro peixe tão saboroso e suculento que possa ser preparado utilizando qualquer método, seja cru (sashimi), grelhado, cozido, assado ou frito. E de quebra, ainda é um dos mais esportivos para se pescar. Esse peixe é muito fera!

  • Gustavo

    Tem como pescar robalo lá no chinen naqueles barquinhos sem motor ?
    obrigado

    • http://twitter.com/fishingstories Fishing Stories

      Oi Gustavo, boa tarde!
      Já pesquei por muitos anos com o meu pai sempre de barquinho sem motor âncorado no poção do Chinen, e quando acertamos a lua certa e a maré certa com camarão vivo já pegamos sim Robalos lá. É mais difícil, mas sempre existe a possibilidade, assim como também já pescamos Pescadas amarelas de 2kg no mesmo sistema âncorado.

      As minhas luas preferidas para se pescar no poção são as de quarto crescente ou minguante, mais especificamente no 3º, 4º e 5º dia da lua. Estes costumam ser os mais eficientes. E quanto a maré, procure ficar atento durante a subida da maré nos períodos que a maré corre mais, é nessa hora que o peixe bate.

      Boa sorte e boas pescarias.
      Abraços,
      André Nagae.

  • Moreno

    Oi André, é a segunda vez que vejo seu blog. Conversei com seu pai esta semana e me interessei muito pela pesca do robalo. Pesco sempre no rio ribeira de Iguape onde estou construindo um rancho. Entrei nesse seu blog para aprender alguma coisa sobre a pesca do robalo. Ainda sou principiante, rs,rs,rs.
    Abraços e parabéns pelas informações.
    Derivaldo Moreno

    • Anônimo

      Olá Derivaldo, tudo bem?
      É um prazer tê-lo como visitando de meu blog! Falei com o meu pai e ele comentou que um amigo dele iria acessar o blog.

      Que legal! E como é a pescaria no Rio Ribeira? Sei que em Iguape tem muito pitú. E também depois de ler umas matérias fiquei sabendo que uma das melhores iscas vivas para se pescar o Robalo nestas bandas é utilizar o Xingó vivo. O xingó é um peixe parecido com o roncador, daqui de são paulo, e o pessoal costuma pescar com tarrafas.

      Você faz as pescarias embarcado ou desembarcado?

      Obrigado pelos elogios e boa sorte na sua jornada atrás dos Robalos!
      Se eu puder ajudar com alguma informação, é só me chamar!
      Abraços,
      André Nagae.