Pages Menu

Postado por em 22 nov 2015 em Água salgada, Fishing Stories | 0 comentários

Matando a Saudade de Bertioga com o Nê

Matando a Saudade de Bertioga com o Nê

Salve amigos pescadores.

Relato um pouco antigo, de pescaria realizada no sábado 26/09/2015. Peço desculpas pelo atraso amigos, mas a correria andou bem complicada.

Como de costume eu e os amigos Banzai e Antonio fomos até a nautica Calina para mais uma pescaria com o guia Nê pela região de Bertioga. Banzai neste dia estava gripado e bastante debilitado, mas como amigo eh amigo ele topou a aventura!

Pra piorar a situação do Banzai, neste dia uma chuva prometia persistir pelo dia todo!! e assim ela fez…
mas vamos ao Relato desse dia que teve belos pevas e uma fuga de Pevasso, certamente meu recorde pessoal que fugiu na hora do Banzai passar o puça. 🙁

Apesar da chuva e do frio as 7 ja estávamos no canal a espera do Nilson, pra pegar um camarões…

O dia amanheceu chuvoso

O dia amanheceu chuvoso

mas nada desanimava os pescadores!

mas nada desanimava os pescadores!

pit stop para comprar uns camarões.

pit stop para comprar uns camarões.

Assim que abastecemos o barco com os caros camarões setembrinos(1,20 a unidade) seguimos rumo ao mar! Para tentar os pevas costeiros.

e bora para a costeira de Bertioga.

e bora para a costeira de Bertioga.

Via de regra sempre prefiro pescar na costeira, só fico no canal quando o tempo não permite! mesmo sabendo que tem dias que o canal rende mais peixes o balanço e as ondas sempre me seduziram!

No primeiro ponto (lajinha da barra) ja fui logo tirando o dedo com uma velha conhecida(cocoroca)

Abrindo o dedo com ela! cocoroca!

Abrindo o dedo com ela! cocoroca!

Pouco depois no camburizinho peguei um sarguinho.

sarguinho mini!

sarguinho mini!

Tentamos ainda a rodada dos guarás e a laje da rasa, pontos consagrados… mas sem sucesso!
quando a maré começaria a enchente tocamos pra ilha do arvoredo no guarujá, que em dias de enchente forte costuma ser interessante assim como a carequinha.

Mas infelizmente chegando lá o vento da dava mostras que a pescaria costeira teria de ser encerrada.

chegando no arvoredo o vento ja castigava.

chegando no arvoredo o vento ja castigava.

Porém como ja haviamos ido até lá, desci um camarão para tentar sem compromisso e não eh que em menos de 5 minutos no local eu saquei um belo pevão!!

foi o tempo de eu descer a vara e veio o pevão.

foi o tempo de eu descer a vara e veio o pevão.

Mas foi só o tempo de eu tirar esse pevão e o sempre prudente Nê disse que ja precisaria voltar por segurança…

mas infelizmente o vento piorou e tivemos de retornar

mas infelizmente o vento piorou e tivemos de retornar

O retorno foi seguro, porem molhado!!
Depois de uns 30 minutos estavamos na tranquila região da balsa!

Na calmaria do canal.

Na calmaria do canal.

No canal as ações estavam pouco espaçadas mas em toda rodada saia um bão(Robalo ou Corvina)!!

Peva.

Peva.

Peva bonito.

Peva bonito.

pevinha...

pevinha…

Banzai e uma corvina.

Banzai e uma corvina.

E assim seguiu toda a maré de enchente! muito interessante…

Antonio tb demonstrando habilidade com as roncadoras.

Antonio tb demonstrando habilidade com as roncadoras.

Doublê interessante.

Doublê interessante.

trickinho.

trickinho.

Banzai e um belo peva.

Banzai e um belo peva.

Robalo pra encerrar.

Robalo pra encerrar.

Pegamos peixe até uma meia hora depois do reponto de cheia! depois disso ficou bem complicado na vazante os peixes não queriam comer, mesmo mudando os pontos!!

Então encerramos e seguimos para o banho quente!! heheh

Mais um dia de chuva, porém muito bom em termos de peixe e produtividade! méritos ao guia nê que sempre procura muito os bocudos.

Abração amigos.