Pages Menu

Postado por em 29 abr 2014 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories, Pescarias | 4 comentários

Matando a saudade de Cananéia – SP

Matando a saudade de Cananéia – SP

Salve amigos pescadores!

Sábado o plano era irmos pra iguape numa pescaria nos parcéis das 30 milhas, porém como a previsão e o mar não estavam “dos melhores” decidimos adiar a aventura e mudar para o plano B! Que também era no Vale do Ribeira. O destino escolhido foi Cananéia, litoral sul de São Paulo.

Saímos perto das 0:00am de SP e acabamos chegando somente as 4:00am por lá, graças a trânsito e chuva na estrada. Um cochilo rápido até as 6:30am e depois de um belo café na pousada Maresias, do atencioso amigo Rogério, bora pra água!

Começando o dia em porto cubatão.

Começando o dia em porto cubatão.

O plano segundo a maré do dia era subir rios, para estrear a minha vara custom by AK nos bocudos.

Rumo a bahia de cananeia

Rumo a bahia de cananeia

Começamos pescando no ponto conhecido como “tira-dedo” e como próprio nome diz, logo fisguei algumas guaiviras de bom tamanho! Porém escaparam no salto 🙁 Pouco depois o Banzai tirou o dedo com um Ariocó.

banzai tirando o dedo com um ariocó.

banzai tirando o dedo com um ariocó.

Pouco depois foi a vez do Lincon tirar o dedo com um Carapau.

Lincon tirando o dedo com um carapau.

Lincon tirando o dedo com um carapau.

E eu fui o último a tirar o dedo também com um Ariocó.

Eu tirando do dedo com um ariocó.

Eu tirando do dedo com um ariocó.

Entre arremessos fomos surpreendido com uma explosão na isca de superfície! Carapau no stick!

Carapau na superfície! magic stick.

Carapau na superfície! magic stick.

Como a maré havia parado, fomos pra um poço fundo em busca de Pescadas e por lá, já cheguei pegando um Carapau.

Carapau na linguiçada.

Carapau na linguiçada.

E pouco depois começaram a sair as Pescadas de fato!

primeira de muuuitas pescadas.

Primeira de muuuitas pescadas.

Da-lhe pescada.

Dá-lhe pescada.

doublês eram frequentes.

Doublês eram frequentes.

Opa uma maiorzinha.

Opa uma maiorzinha.

o Jumping jig de 24 gramas estava detonando.

O Jumping jig de 24 gramas estava detonando.

muitos doubês acontecendo.

Muitos doubês acontecendo.

E assim foi! Eram muitas capturas! Mais de uma centena de Pescadas foram capturadas, até que o Banzai que não sabe brincar engata algo que brigou muito!!

O peixe tomou linha como gente grande, foi pra debaixo do barco e se enroscou no elétrico, só não escapou porque o amigo Lincon deu uma grande ajuda! Depois da briga o belo peixe embarcado!!

Banzai e a pescadossaura!

Banzai e a pescadossaura!

Depois da grandona as capturas seguiram até que a maré começou a correr novamente.

Mais um doublê.

Mais um doublê.

Lincon é o Rei do jig.

Lincon é o Rei do jig.

Da-lhe jig.

Dá-lhe jig.

Com a maré correndo voltamos pro pincho no rio e com o pincho ele vem:

Primeiro bocudo do dia.

Primeiro bocudo do dia.

Da-lhe bocudo.

Da-lhe bocudo.

na cultiva cada arremesso é um click.

na cultiva cada arremesso é um trick.

Perto do meio dia no meio da enchente a coisa ficou bem devagar, uma boa oportunidade pra observar a beleza do local! contato mais que perfeito e revigorante com a natureza!

A beleza do lugar encanta.

A beleza do lugar encanta.

Como as ações praticamente zeraram, tentamos até linguiçar um pouco! Foi quando o Lincon fisgou algo que até nos fez pegar puçá e se animar! Ao aproximar do barco porém a animação sumiu com o belo bagre… rsrsrs

Olha a cara de animação do Lincon.

Olha a cara de animação do Lincon.

Mesmo a coisa estando parada seguíamos tentando.

Seguíamos tentando.

Seguíamos tentando.

Fio nessa hora que tive a ideia de fazer um brinde pra chamar peixe!

Um brinde sempre traz sorte.

Um brinde sempre traz sorte.

E não deu outra! Os peixes voltaram a comer ja perto das 14!

Ae bocudos de volta!

Ae bocudos de volta!

Na superfície com a tapinha.

Na superfície com a tapinha.

cultiva seguia quebrando tudo.

Cultiva seguia quebrando tudo.

Robalinho na red pepper.

Robalinho na red pepper.

Entre vários robalos e ataques, aconteceu algo curioso! o amigo Lincon havia pego um galho e enquanto eles desenroscavam a isca dei um arremesso de 5 metros ja embaixo da árvore, e ao trabalhar quem aparece ?

Sim um Robalo-Flecha!! Ele rendeu vários saltos e uma bela briga no meu equipamento de 10 libras by AK! Mas consegui embarcá-lo!

Flexinha Troféu do dia.

Flexinha Troféu do dia.

Depois desse robalo meu dia ja estava mais que perfeito! Mas os momento seguintes seguiram muito divertidos!

pevinha na meia água.

pevinha na meia água.

Muitos pevinhas na cultiva.

Muitos pevinhas na cultiva.

E até mesmo debaixo de uma baita chuva, os peixes continuaram aparecendo!

Doublê debaixo do toró

Doublê debaixo do toró

Nem mesmo o baiacú resiste a cultiva mirabait ! rsrsr

Nem mesmo o baiacú resistiu a cultiva.

Nem mesmo o baiacú resistiu a cultiva.

Aos poucos o nosso tempo ia se esgotando…

O sol ia se despedindo.

O sol ia se despedindo.

E assim as 17:00pm em ponto peguei meu ultimo Robalo e partimos de volta pra marina! Cananéia é imensa e os locais ficam looonge !

o robalo da despedida.

o robalo da despedida.

Na volta ainda pudemos observar a bela natureza ainda muito tocada do lugar!

ah sempre linda cananeia.

ah sempre linda cananeia.

Até breve!

Até breve!

E assim pontualmente as 18:00pm já quase escuro chegamos a rampa da rua Paulo Hermenegildo.

Abração…
Pleffer.

  • Decio Serra Neto

    Parabéns Banzai , Pleffer e os demais pescadores… show de bola…
    boas pescarias

  • Carlos Tanikawa

    Show! Simplesmente Cananéia é sempre um paraíso para os pescadores de Robalo.

  • Adriano Dela Costa

    Primeiramente Parabens, Realmente Cananéia é muito bom. Banzai / Pleffer, queria o contato para a pescaria da jureia ( 30 milhas ), porque pra sair de Itanhaem demora 6 horas de viagem. Poderia me passar, por favor?

    • Tiago Pleffer

      Amigo fale com o Wagner, ele cuida do agendamento das Lanchas:
      13 – 3841-3127

      porém ressalto que no local somente temos pescaria de lanchas, ainda não tem traineira como em itanhahem! o tempo de viagem é 1 hora e meia saindo de iguape…
      Abraços.
      Pleffer.