Pages Menu

Postado por em 29 jan 2014 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 12 comentários

Pescaria de robalos no canal e na costeira de Bertioga

Pescaria de robalos no canal e na costeira de Bertioga

Bom dia amigos pescadores!

É com grande prazer que venho compartilhar com vocês a minha primeira pescaria oficial de robalos em 2014! Acabou demorando um pouco mais do que o esperado.. mas felizmente a primeira robalada do ano foi muito produtiva, com boas capturas e alguns elementos surpresas também.

Como o relato conta com muitas fotos, vamos logo ao que interessa!

O amanhecer nas margens do canal de Bertioga

O amanhecer nas margens do canal de Bertioga

A pescaria foi realizada saindo da Marina Fênix (antiga Náutica Daruma), com a companhia do guia Marcio. As notícias dos robalos no canal de Bertioga eram muito animadoras. Foi nesta mesma semana, na mudança da lua Cheia para a minguante, que saíram muitos robalos flechas grandes! Uns de 4kg outros de 9kg, e ainda os gigantes na casa dos 2 dígitos, todos pegos na famosa rodada na balsa de Bertioga-Guarujá.

Não demoramos muito tempo para arrumar as tralhas, e logo seguimos para a balsa, para fazer a rodada aproveitando o começo da subida da maré.

Canal de Bertioga completamente deserto, as 8:00am

Canal de Bertioga completamente deserto, as 8:00am

Insistimos um bom tempo por lá. Mas zerados de ações e com o começo do trânsito de lanchas no canal, resolvemos explorar a costeira de Bertioga.

No point da lajinha da barra, se encontravam os amigos Gleison e Akira, pescando com o Guia Nê

No point da lajinha da barra, se encontravam os amigos Gleison e Akira, pescando com o Guia Nê

Logo avistamos o guia Nê e mais um outro barco pescando sobre a lajinha, resolvemos então nos amontoar por lá e descer as iscas no ponto.

Não demorou muito até que algo ataca o meu Jumping Jig.

Em uma das primeiras jigadas, o primeiro peixe do dia!

Em uma das primeiras jigadas, o primeiro peixe do dia!

Pampo Amarelo, pego no Jumping Jig Pac 24gr, cor chumbo

Pampo Amarelo, pego no Jumping Jig Pac 24gr, cor chumbo

Meu primeiro pampo no jig! O mais interessante é que eles só estavam atacando nessa cor chumbo, do jumping jig Pac 24 gramas da NS.

Mais um ataque no Pac 24gr chumbo

Mais um ataque no Pac 24gr chumbo

Mais um Pampo Amarelo, também pego no Jumping Jig da NS

Mais um Pampo Amarelo, também pego no Jumping Jig da NS

Desta vez um maiorzinho resolveu dar as caras, eita peixe brigador!

Até que em um dos ataques, uma briga diferente com corridas e cabeçadas, só podia indicar um peixe: Peva na linha!

Mas depois de seu primeiro pulo, o Jig se desprende e acabo perdendo o peixe…

Primeiro robalinho de 2014, que acabou escapando após o salto

Primeiro robalinho de 2014, que acabou escapando após o salto

E para a minha sorte, foi só o pevinha escapar que a robaleira enterra na água de uma só vez!

Robaleira envergando fazendo a vara beber água

Robaleira envergando fazendo a vara beber água

Uma boa briga travada com a robaleira

Uma boa briga travada com a robaleira

Esse eu não deixei escapar! E logo subiu para a foto, um bonito Robalo-Peva.

Primeiro robalo de 2014!

Primeiro Robalo Peva de 2014!

Nisso, o amigo Cleison também tira o seu peva no barco ao lado.

Gleison e um robalo-peva

Gleison e um robalo-peva

E de novo na robaleira, mais um pevão dá as caras!

Pevão da lajinha

Pevão da lajinha

Realmente eu estava com sorte, antes de meu pai e o Marcio tirarem o dedo, eu já estava indo pro quinto peixe! 🙂

Pindocando o Jumping jig no fundo, embaixo do barco, tenho uma nova surpresa de um peva.

Peva pego no Jumping Jig Pac 24gr, da NS

Peva pego no Jumping Jig Pac 24gr, da NS

Logo, se aproximando das 10am, a produtividade no point da lajinha, havia acabado totalmente. E resolvemos esticar até a ilha dos Guarás, pra ver como estava.

Rumo a ilha dos Guarás

Rumo a ilha dos Guarás

Por lá já pescavam o guia Nê e o experiente Nelsinho "Santa Clara".

Por lá já pescavam o guia Nê e o experiente Nelsinho “Santa Clara”.

E foi quando a maré ganhou mais força, que o Marcio tem uma batida forte no camarão vivo, com direito a uma bela briga!

Marcio brigando com um peixe promissor do fundo

Marcio brigando com um peixe promissor do fundo

Um baita Galão! Pego no milho camarão-vivo

Um baita Peixe Galo! Pego no milho camarão-vivo

Apesar do Galo capturado, não tivemos nenhuma outra ação… ainda tentamos explorar as Pedras do Iporanga, local onde o Marcio já teve ótimas capturas de Pevas.

Pedras do Iporanga

Pedras do Iporanga

Porém neste dia, sem sucesso.

Com a maré quase já repontando no final da enchente, resolvemos voltar ao canal e ir ao nosso point estratégico (point chamado Tapioca), e esperar a maré voltar a correr/descer por lá mesmo.

Passando pelo poção da Náutica Chinen, os barquinhos azuis tomavam conta do local

Passando pelo poção da Náutica Chinen, os barquinhos azuis tomavam conta do local

Me senti inspirado nos pescadores poitados do poção da Chinen, baixou o espírito linguiceiro, e fiquei com vontade de descer um camarãozinho morto pra brincar.

Uma brigadora corvininha já apareceu para dar as boas vindas.

Corvininha pega no camarão morto

Corvina também registrada pelo app MyFS

Meu pai também prosseguia dedão, não perdeu a oportunidade de linguiçar e….. Baiaca neles!

Baiacu-arara pego no camarão morto

Baiacu-arara pego no camarão morto

Em seguida uma oveva! Imitando o amigo Maurício Hu “Esse aí com arroz… :)”

Oveva pega no camarão morto

Oveva pega no camarão morto

Até que finalmente o primeiro robalinho do meu pai é fisgado na robaleira!

Primeiro robalo do meu pai no dia

Primeiro robalo do meu pai no dia

O Marcio também acerta um bocudo na robaleira e fisga o seu primeiro do dia.

Marcio com o seu primeiro Robalo do dia

Marcio com o seu primeiro Robalo do dia

Parando de linguiçar, fomos até o poção do Zico, onde os robaleiros de plantão faziam a rodada… e era por lá que os bocudos estavam comendo!

Robaleiros fazendo a rodada no poção do Zico

Robaleiros fazendo a rodada no poção do Zico

Logo que desci as 2 varas com camarão vivo, capturei um doublê de pevinhas.

Doublê de pevinhas no camarão vivo

Doublê de pevinhas no camarão vivo

Alguns de medida davam uma bela briga, estavam muito ariscos neste dia.

Peva brigando na beira do barco

Peva brigando na beira do barco

Peva de medida embarcado

Peva de medida embarcado

Mais um peva! :)

Mais um peva! 🙂

E já quase finalizando a pescaria, por volta das 15:30hrs, capturo mais um belo peva para fechar o dia!

Pevão embarcado para fechar o dia

Pevão embarcado para fechar o dia

E foi isso aí pescadores!

Um retorno robaleiro sensacional, com muitas ações no camarão vivo. Como o objetivo principal era pescar com as varas robaleiras para matar a saudade, posso dizer tranquilamente que o objetivo foi atingido com sucesso! O único elemento que ficou sumido dessa pescaria foi o tão sonhado Flechão, que ainda não apareceu esse ano… mas com certeza não desistirei dele!

Boa semana e boas pescarias!

Abraços,

André Nagae.

  • Decio Serra Neto

    Fala Nagae, primeiramente parabéns pela pescaria… puts fiquei águado por aqui… não salguei minhas tralhas de pesca ainda esse ano…

    Algumas dúvidas amigo, quanto sai ($$) para fazer uma brincadeira dessas…
    Obrigatoriamente em Bertioga tem que ser na robaleira ou da para usar varas menores?

    pode passar o contato de um guia de sua confiança? vou tentar marcar uma para dia 09 de fevereiro…

    • fishingstories

      Grande Decio, tudo bem?
      Muito obrigado pelo comentário no blog! Hahaha, as tralhas pedem água salgada!

      Cara, uma pescaria dessa com guia de robalo, tendo como base os robaleiros de barco de alumínio que pescam de isca natural e artificial, custa em torno de R$450,00 o frete. Vale lembrar que para sair na costeira é recomendável apenas 2 pescadores, mas para pescar dentro do canal, o barco comporta tranquilamente 3 pescadores + guia.

      Fora o frete, caso pesque de isca viva, o camarão vivo está custando cerca de R$0,80 a unidade. Costumamos comprar de 70 a 100 camarões, dependendo da produtividade informada pelos guias.

      Quanto a utilização das varas robaleiras, não necessariamente você precisa utilizá-las. Neste dia eu montei 2 equipamentos:

      – 1 vara robaleira de 4,5m, utilizando o chicote para robalo;
      – 1 vara de 6″6′, que costumo usar para jigar, improvisando também o chicote para robalo;

      Tive acão nas duas varas por igual!

      A utilização da vara robaleira em Bertioga é meio que uma tradição, sempre que pesquei por lá, assim como meu pai e avô, sempre utilizaram as varas robaleiras, assim como os demais pescadores da região. Digamos que a utilização da vara robaleira é uma modalidade a parte, proporciona uma experiência a parte. Ela faz diferença mesmo quando se tira um bruto da água. Você consegue trabalhar bem mais do que uma varinha curta.

      Os guias que recomendo para pescar no canal, são o Nê, Marcio e Clodoaldo (irmão do Nê). Lógico que existem diversos guias experientes na região, mas como eles foram praticamente os meus professores de Robalo, sempre gosto de indicá-los.

      Guia Ne | E-mail: neguiadepesca@gmail.com | Tel: (13) 99795-3280
      Guia Marcio | Tel: (13) 99777-3100
      Guia Clodoaldo | Tel: (13) 99712-8305

      Caso tenha dúvidas em como montar o chicote ideal para robalo, consulte este post: http://fishingstories.jp/montagem-de-camarao-vivo-para-robalo-e-pescada/

      Qualquer dúvida é só entrar em contato conosco Decio!
      Grande abraço e boa sorte na pescaria!
      Nagae.

      • Decio Serra Neto

        Muito obrigado pela atenção Nagae… vou tentar marcar com os amigos…
        450 + 80 para pescar por lá… então …

  • Marcelo Lanzara

    Quando dá certo de acertar a pescaria é muito bom né verdade!? Sensacional o relato! Abração.

    • fishingstories

      Fala Lanzara! Pô, bota bom nisso! Voltar a pescar robalos com esse tanto de ação, foi mto bom! Abração e obrigado!!

  • Paulo De Tarso Dualiby

    Muito bom Nagae! Tomara que o pé quente continue e o Flechão de as caras logo! Abração!

    • fishingstories

      Valeu Paulo! Espero que ainda neste verão o tão sonhado troféu saia da água!

  • Gleison Canalli

    Fala ai Nagae…blz meu amigo….ficou show o relato …alias a pescaria foi muito boa, espero encontra-los logo mais só que na próxima logico vai sair o Flecha o primeiro do Ano 2014.
    Parabéns pelas fotos..
    Abs.,

    • fishingstories

      Grande Gleison! Tudo bem?
      Muito obrigado pelo seu comentário e elogio ao relato! Pelo que conversei com o Nê, vocês também tiveram boas ações na costeira neste sábado! Tava bom pra todo mundo mesmo.
      Até março ainda temos tempo de engatar um flechão na linha, seja na robaleira, jigHead ou jumping jig… o importante é tentar!
      Abração!

      • Gleison Canalli

        Blz…meu amigo… e vamos tentar o flexão rsr…
        Fiz alguns minutos de uma pequena edição simples, mais para relembrar o momento bom da pescaria rs…
        vou publicar no Face e compartilho para você ok..

  • José Souto

    Nagae bela pescaria, sábado 08/02 vou no poção da Chinen, nunca fui lá descobri seu blog e das suas dicas me insentivaram ir lá,. André onde posso comprar camarão vivo ?

  • Alexandre

    Bela pescaria. Parabéns. Tens as coordenadas do poção do zico e da lajinha?
    Abraço