Pages Menu

Postado por em 25 nov 2014 em Água salgada, Destaque, Pescarias | 5 comentários

Pescaria de robalos no Porto de Santos

Pescaria de robalos no Porto de Santos

Bom dia amigos pescadores!

Neste último final de semana (22/11) a convite do amigo Renato Doria, eu e meu pai fizemos uma pescaria partindo de São Vicente em busca dos robalos da baixada santista. Conheci o Renato durante a feira Pesca Trade Show 2014 no estande dos “Barcos Paixão”,  ele tinha acabado de adquirir uma embarcação robaleira e sua nave estava em exposição durante o evento todo, então a partir deste contato marcamos a nossa primeira de muitas pescarias que estão por vir.

Predador, Barcos Paixão

Predador, Barcos Paixão

Partimos da Marina Corta Mar, que fica localizada próxima a famosa Ponte Pêncil em São Vicente, também conhecida como Marina do Seu Yu. Não precisa de muita conversa com o Sr. Yukio Yumoto para já notar que foi e ainda é um grande pescador com muitas histórias e ensinamentos para contar. Em pouco tempo já recebi diversas dicas sobre a pesca do robalo e uma delas foi muito importante e já aproveitada neste dia de pesca.

Dica do Seu Yu: Quando o camarão-vivo estiver pequeno, ao invés de iscá-lo com um anzol WideGap (famoso anzol de robalo), utilize um anzol do modelo Chinu nº2. Isso mesmo! Este pequeno e poderoso anzol vai te surpreender nas fisgadas certeiras dos Pevões. Testado e aprovado!

Sr. Yukio Yumoto, pescador lendário e dono da marina Corta Mar

Sr. Yukio Yumoto, pescador lendário e dono da marina Corta Mar

Point de pesca

Esta foi a minha primeira vez pescando na região do Porto de Santos. Quer dizer, já havia pescado desembarcado em alguns points da região, mas embarcado e buscando exclusivamente o Robalo, foi a primeira vez!

Como o Renato havia pescado um dia antes, já sabia qual eram os points promissores para capturarmos os pevas que estavam na área. E logo que saímos da marina, fomos direto a famosa linha do Navio próximo ao porto de Santos.

Eu, meu pai e Renato partindo para a pescaria

Eu, meu pai e Renato partindo para a pescaria

Passando pela Ponte Pêncil

Passando pela Ponte Pêncil

Logo que chegamos já encontramos alguns robaleiros que também madrugaram como nós e permaneciam na rodada para fisgar os primeiros pevas do dia.

Mar muito liso na manhã do sábado

Mar muito liso na manhã do sábado

 

A Pescaria

Abrimos o placar com uma corvina que deu um baita susto na vara robaleira, já entrando no estilo de robalo-flecha, com direito a arrancadas lá no fundo.

Corvina fisgada no camarão-vivo

Corvina fisgada no camarão-vivo

Não demorou muito até que meu pai fisgasse o primeiro Robalo-Peva do dia, mas o engraçado que este acabou vindo no camarão morto mesmo.

Peva amarelado do Porto

Peva de Fukushima??

Já se aproximavam das 8am e a cada minuto que passava, mais barcos robaleiros iam retirando a senha e se unindo a rodada para fisgar os pevas.

Congestionamento Náutico

Congestionamento Náutico

E aí quando a maré começou a ganhar força e tocar de enchete, os peixes definitivamente resolveram abrir a boca. Todo mundo que estava na rodada pegou. Muito, muito peixe nas redondezas!

Mais um belo peva de meu pai

Mais um belo peva de meu pai

Renato garantindo seu primeiro do dia

Renato garantindo seu primeiro do dia

Fish-In do meu robalo pelo app My Fishing Stories

Fish-In do meu robalo pelo app My Fishing Stories

Peixe parecido com badejo, que não sei dizer o nome. Alguém conhece essa espécie?

Peixe parecido com badejo, que não sei dizer o nome. Alguém conhece essa espécie?

Claro que o grande devorador de borrachas e camarões também estava por lá....

Claro que o grande devorador de borrachas e camarões também estava por lá….

Foi então que terrívelmente minha vara robaleira de estimação sofre um grave acidente.

:O

:O

Enquanto eu estava jigando, a vara envergou com força para baixo do barco e no momento de fisgar com toda a minha afobação, acabei forçando demais o cabo em sua base resultando em…

Shimano Holiday quebrada em sua base

Shimano Holiday quebrada em sua base

O responsável sem vergonha pelo estrago... Peixe ou pescador?

O responsável sem vergonha pelo estrago… Peixe ou pescador?

Já aproximando do horário de almoço e daquela famosa hora da parada dos peixes, ficamos a ver navios…

Gigantes trafegando pela baía de Santos

Gigantes trafegando pela baía de Santos

Fazendo a rodada em points dentro do Porto

Fazendo a rodada em points dentro do Porto

Aproveitando a paradeira, resolvemos fazer também a nossa pausa para o almoço.

Hora do bentô!

Hora do bentô!

Depois de alimentados, era hora do peixe abrir a boca novamente, e fazendo mais algumas rodadas na linha do navio, garantimos mais alguns bons exemplares.

Os pevas só estavam atacando no camarão-vivo

Os pevas só estavam atacando no camarão-vivo

Renato fisgando mais um peva bruto de medida

Renato fisgando mais um peva bruto de medida

Eram raros os pevas abaixo da medida...

Eram raros os pevas abaixo da medida…

E pra fechar com chave prateada, uma bela briga com um Peva que não queria se render. Mas acabou saindo para a foto!

Pevas extremamente briguentos da região do Porto

Pevas extremamente briguentos da região do Porto

Último do dia!

Último do dia!

Durante o período de reponto as ações diminuiram bastante, e com a frente fria se aproximando e as fortes rajadas de ventos soprando pela costa, resolvemos perto das 15hrs encerramos a pescaria.

Aproveitamos a volta para conhecermos alguns dos famosos points da região.

Clube de pesca de Santos

Clube de pesca de Santos

Forte da barra de Santos

Forte da barra de Santos

E foi isso aí pescadores!

A minha primeira pescaria realizada em águas santistas mas com a sorte de muita atividade dos belos e briguentos pevas do porto de Santos.

Um agradecimento especial ao grande amigo Renato, que com toda gentileza e parceria nos levou para conhecer mais esta excelente opção de pesca de robalos. Já tinha lido anteriormente o relato dos amigos Pleffer e Banzai, mas para mim foi uma experiência totalmente nova.

Recomendo bastante a pescaria nessas águas!

Isca utilizada:

  • Camarão-vivo (comprado na Marina do seu Yu): R$1 a unidade

Equipamentos:

  • Vara robaleira Shimano Holiday Iso XT // 4,50 – ponteira n.3
  • Molinete Shimano Sahara 2500
  • Linha Multifilamento 25lbs
  • Líder de Fluocarbon 35lbs

Abraços e boas pescarias!

Nagae

*Se você gostou deste post, nos ajude a divulgá-lo!
É só apertar no botão de jóinha abaixo 😉

  • Sergio

    Show, belo barco hein! deve ser bem confortável pra pescar.
    O Sr. Yu é super gente fina, sempre compro camarão vivo e morto com ele, pra quem não conhece é a ultima marina da rua japão, perto da ponte.
    Parabéns pela pescaria.

  • Decio Serra Neto

    Parabéns pela empreitada Nagae … belos pevas , assim como o amigo Sergio, quando vou pescar na região passo lá na rua Japão garantir camarão fresquinho que já rendeu boas capturas…

  • José Souto

    Magnifica pescaria lindos pevas, Parabéns André, sempres nos proporcionado ótimas pescarias e points.

  • Carlos Alexandre Tanikawa

    Amigos !Ajuda! Gostaria de conhecer esta marina no sábado. Na verdade quero conhecer esta e a Marina S. Pedro em Itanhaém.
    A marina do sr. yu fica mais próxima da ponte da imigrantes ou da ponte pencil? Grato

  • Moises

    No ultimo sábado de Janeiro 31 eu fui conhecer a Marina do Sr. Yu, fui muito bem recepcionado pelo seu filho Ricardo, conheci seu pai
    Sr. Yu, aluguei um barco e amaciei meu motor novo Yamaha 15 hp. Foi uma ótima pescaria apesar do tempo chuvoso, pescamos varios robalos flexa e tb curvina até boa de tamanha. Estou marcando uma volta, com certeza.

  • Pingback: Pescaria de robalo em São Vicente | Fishing Stories()