Pages Menu

Postado por em 23 abr 2014 em Água doce, Destaque, Pescarias | 14 comentários

Pescaria de Tucunarés com o guia Gavazzi

Pescaria de Tucunarés com o guia Gavazzi

Bom dia amigos pescadores!

Na sexta-feira santa (18/04),  eu e o amigo Pleffer marcamos uma pescaria com o famoso Ricardo Gavazzi que trabalha como guia de pesca na represa de Igaratá. Através dos contatos no Facebook, descobrimos que além de Paraibuna, também é possível fisgar bons exemplares de Tucunaré-Amarelo a menos de 130km da capital.

Saímos de SP por volta das 5:30am, mas devido ao início do feriadão de Páscoa pegamos um congestionamento bem chato na Rodovia Ayrton Senna, e depois de fazer um pit-stop para o café da manhã na estrada, chegamos em ponto às 8:00am, horário em que abre a portaria da Náutica Castelinho.

Náutica Castelinho | Rodovia Dom Pedro I - Km 18,5

Náutica Castelinho | Rodovia Dom Pedro I – Km 18,5

Logo estacionamos o carro e fomos descarregando as tralhas. Lá de cima da Náutica dá para se observar uma boa parte da bela represa de Igaratá.

Píer de embarque da Náutica Castelinho na Represa de Igaratá

Píer de embarque da Náutica Castelinho na Represa de Igaratá

E pontualmente nosso guia Gavazzi já estava nos esperando para embarcarmos em sua verdadeira máquina. Um Quest Bassboat totalmente equipado com motor de 90hp, elétrico com comando no pedal e espaço confortável para 3 pescadores. A primeira vez que pescamos a bordo de um bassboat!

Bassboat do Gavazzi

Bassboat do Gavazzi

Bassboat do Gavazzi

Bassboat do Gavazzi

Não perdemos tempo e logo partimos em busca dos amarelos!

Pescadores do dia: Gavazzi, Nagae e Pleffer

Pescadores do dia: Gavazzi, Nagae e Pleffer

A pescaria

As notícias eram de que com a queda da temperatura da água, os Tucunas haviam afundado um pouco, deixando de atacar as iscas de superfície, como hélices e poppers, e passando a atacar as iscas de meia-água. E as escolhidas para iniciar os trabalhos foram: Yo-Zuri 3D Minnow (Nagae), Cultiva Mirabait (Pleffer).

Não demora muito e em um dos primeiros points, Pleffer já acerta um bonito tucunaré-amarelo em sua Cultiva.

Primeiro Tucunaré do dia!

Primeiro Tucunaré do dia!

Em seguida trabalhando a 3D Minnow um pouco mais lento, conforme as dicas do Gavazzi, fisgo o meu primeiro do dia também.

Primeiro Tucunaré fisgado na nova vara Waka Custom

Primeiro Tucunaré fisgado na nova vara Waka Custom

O dia já parecia muito produtivo com 2 ataques quase que simultâneos logo no primeiro point.
E mudando de ponto, nos deparamos com um balão Truff, caindo bem no largo da represa. Gigante! Nunca tinha visto um de perto.

Gigante Truff caído no largo da represa de Igaratá

Gigante Truff caído no largo da represa de Igaratá

Logo, arrastamos para a margem da represa e retiramos a boca pra evitar acidentes.

Voltando aos trabalhos, Pleffer troca a sua Cultiva por uma Smith Saruna, e mostra que não é só de Robalos que ela vive não, trabalhou e MUITO nos Tucunarés.

Tucunaré fisgado na Smith Saruna

Tucunaré fisgado na Smith Saruna

Tamanho dos Tucunarés aumentando!

Tamanho dos Tucunarés aumentando!

Ainda insistindo na 3D Minnow, acerto um maiorzinho desta vez.

Brigando com um Tucunaré promissor!

Brigando com um Tucunaré promissor!

Tucunaré-Amarelo fisgado na Yo-Zuri 3D Minnow

Tucunaré-Amarelo fisgado na Yo-Zuri 3D Minnow

Até que sai o primeiro doublê de respeito do dia!

Primeiro doublê de Tucunarés do dia

Primeiro doublê de Tucunarés do dia

Em seguida mudando o point, precisamos também mudar de estratégia. Com o fracasso de ações com as nossas iscas de meia-água, Gavazzi nos instrui a utilizar uma isca de barbela mais comprida a fim de afundar mais a isca e buscar os manhosos Tucunarés que haviam afundado mais ainda.

Como não tínhamos isca deste porte, ele nos sugeriu usarmos uma Evergreen SM Shad. E na de coloração alaranjada não deu outra!

Pleffer com um belo Tucunaré fisgado na isca matadeira do Gavazzi, SM Shad.

Pleffer com um belo Tucunaré fisgado na isca matadeira do Gavazzi, SM Shad.

Pleffer seguia detonando com a nova isca adquirida

Pleffer seguia detonando com a nova isca adquirida

O segundo doublê do dia! Pleffer e um tucunaré, Eu e uma poltrona………..

Doublê pouco anormal...

Doublê pouco anormal…

Depois de sofrer para tirar a garatéia da poltrona, já foi hora de mudarmos novamente de ponto.

Represa baixa devido a estiagem de SP.

Represa baixa devido a estiagem de SP.

E passamos por belas paisagens da represa de Igaratá.

Estrutura de pedras na represa

Estrutura de pedras na represa

Em alguns points, tinhamos até plateia para nos assistir

Em alguns points, tinhamos até plateia para nos assistir

Em busca dos Tucunas

Em busca dos Tucunas

Já no período da tarde, somente os pequenos deram as caras, porém muitos!

Terceiro doublê do dia

Terceiro doublê do dia

Pleffer e mais um pequeno

Pleffer e mais um pequeno

Depois de uma cabeleira monstra, apelei para o conjuntinho de molinete ultra-light

Depois de uma cabeleira monstra, apelei para o conjuntinho de molinete ultra-light

Até que em uma batida espetacular, fisgo o meu troféuzaço do dia! Um record sem dúvidas!

Uma Yo-Zuri 3D Minnow fisgada utilizando Tucunaré Vivo

Uma Yo-Zuri 3D Minnow fisgada utilizando Tucunaré Vivo

Detalhes dos seus majestosos 70mm

Detalhes dos seus majestosos 70mm

E voltando a Saruna, Pleffer fisga um triblê sozinho.

Saruna e Tucuna pt.1

Saruna e Tucuna pt.1

Saruna e Tucuna pt.2

Saruna e Tucuna pt.2

Saruna e Tucuna pt.3

Saruna e Tucuna pt.3

O dia já quase se rendendo…

Sol se pondo na represa de Igaratá

Sol se pondo na represa de Igaratá

… e o Pleffer ainda fisgando um na saideira!

Pleffer e o seu último Tucuna do dia, em Igaratá

Pleffer e o seu último Tucuna do dia, em Igaratá

E foi isso aí pescadores!
Uma pescaria incrível com o mestre Gavazzi, que serviu não só para conhecer o pontêncial da represa, como também para ter umas boas aulas técnicas e teóricas sobre a pesca do Tucunaré naquela região. Ainda com muito o que aprender, mas com uma vontade imensa de explorar cada vez mais este universo da água doce.

Lições aprendidas:

  1. Iscas de Robalo podem sim ser utilizadas para os Tucunarés, porém a coloração é bem diferente. Neste dia o Pleffer utilizou iscas com tons alaranjados, enquanto eu, iscas transparentes e detalhes avermelhados. Acredito que tenha sido um grande diferencial para a efetividade na quantidade de capturas;
  2. Utilizando as iscas SM Shad, que compramos do Gavazzi, notamos a diferença de comportamento das mesmas iscas em materiais diferentes. Eu estava usando uma vara de ação moderada e o pleffer uma de ação rápida, e essa ação rápida faz total diferença para que a isca afunde mais com a sua barbela longa;
  3. Tucunaré briga pra kct! Seguindo as instruções do Gavazzi, como na represa não temos muita estrutura de galhadas ou rochas, assim como nos robalos, podemos e devemos deixar a fricção mais solta, evitando assim escapadas quando o peixe está mais manhoso;
Fim do dia na represa de Igaratá

Fim do dia na represa de Igaratá

Gastos na pescaria:

  • Barco completo + Guia: R$450,00
  • Pedágio Ida e Volta: R$15,60

Guia Ricardo Gavazzi:

Abraços e boas pescarias!

  • Decio Serra Neto

    Que pescaria sensacional, parabéns Pleffer e Nagae.
    Paisagem maravilhosa, bons tucunas … guia manjava muito pelo que pude sentir…
    Grande abraço

    • fishingstories

      Grande Decio!
      Obrigado pelo comentario amigo! O Gavazzi além de ser um mestre na pescaria de lá é um ótimo professor! O aprendizado valeu bastante neste dia de pescaria!
      Abração!

  • Leonardo Castilho

    Po.. muito legal e no quintal de casa praticamente… hehehe…

    • fishingstories

      Opa Leonardo! Bem pertinho da capital mesmo!
      Vale a pena conferir!
      Abraços!

  • Hugo Heitgen Neto

    PQP preciso ir neste lugar ! pertinho de casa e com tucunas de bom tamanho.

    Parabens pela incrivel pescaria

    2 perguntas:
    – qual o estado de conservação da represa ? os tucunas sofrem muito com pesca predatória ou há uma fiscalização presente ?
    – Nagae, são boas as varas Waka Custom ? o custo benefício vale à pena ? to em duvida se faço uma pra mim lá ou na Custom By Marco em São Bernardo, onde sempre ouvi falar que são os melhores do Brasil.

    • fishingstories

      Fala Hugo! Tudo bem?
      Opa, realmente uma ótima opção para pescar bons tucunas pertinho de SP.

      Respondendo as perguntas:

      1. Sinceramente não sei lhe dizer sobre a pesca predatória, acredito que não sofrem muito pois eu mesmo não vi quase pescadores neste dia. E se for depender do trabalho do Gavazzi, eles permanecerão por muito tempo fazendo a alegria dos pescadores lá na represa de Igaratá. Neste dia, todos exemplares foram soltos, assim como as pescarias anteriores em Paraibuna.

      2. Sou um pouco suspeito para falar das varas do Waka, rs. Tenho 2 por enquanto, 1 para jigging light, essa nova feito para pincho 12lbs e uma em projeto para pincho com molinete. São incríveis!! A de Jigging Light já tenho faz uns 2 anos e se encontra em estado perfeito, mesmo pescando sempre no mar.

      Já ouvi falar bem da Custom By Marco também! Hoje em dia temos muitas opções de varas custom de qualidade. Tem a Custom da Buriman que também tem um trabalho excelente, o Banzai acabou de fazer uma para jigHead com molinete. Também tem a da AK Custom Rods, que o Pleffer também já comprou, etc..

      Acho que sempre vale a pena conhecer o trabalho destes pioneiros em Custom Rods. Quando tiver um tempo dê uma passada por lá para conhecer o showroom da galera! Para nós pescadores, quanto mais opções, melhor.

      Abração,
      Nagae.

      • Hugo Heitgen Neto

        Valeu !

        Parabens pela atitude de preservação, sabemos como é complicado manter a preservação de espécies como o Tucunaré, principalmente quando se trata de lugares próximos a grandes centros urbanos.

        Vou dar uma passada no showroom pra conhecer o trabalho deles, obrigado pelas sugestões.

  • Andre Iguti

    Show de pescaria! Qual estrutura vc achou melhor igarata ou paraibuna?

    • fishingstories

      Obrigado xará! 😀
      Então, em termos de ação o Banzai nos mostrou que a represa de Paraibuna não decepciona, muito peixe! Mas em Igaratá gostei muito das estruturas naturais de rochedos e uma grota mais bonita que a outra. Sem falar que os exemplares maiores de Igaratá tem uma coloração única!

      Acho que as duas opções são muito boas, tanto para fazer uma mais econômica com o guia Quinzinha, quanto uma mais equipada com o Gavazzi. Mas curti muito Igaratá e será a minha preferência para a próxima pescaria.

      Abraços!

  • Rafael Camargo

    Show de pescaria estao de parabens, e parabens pela atitude de retirar o balao, eu como baloeiro fico feliz de nao haver critica pois é uma arte e muitos de nos baloeiros somos tambem pescadores. abs!

    • fishingstories

      Obrigado Rafael!
      Cada um fazendo a sua parte, certo?
      Abração!

  • Rafael Camargo

    Para voces terem ideia este balao tinha 16 metros…..

  • Arturo Kleque Gomes Neto

    Show de bola! Bela pecaria! Obrigado por compartilhar as dicas valores e etc…..
    Valeu abs

    • fishingstories

      Grande Arturo!
      Valeu cara! Lá vale a pena ir um dia com o Gavazzi para aprender e conhecer o local!

      Abração!