Pages Menu

Postado por em 6 nov 2013 em Destaque, Fishing Stories, Points | 18 comentários

Pescaria desembarcada no Canal de Bertioga

Pescaria desembarcada no Canal de Bertioga

Bom dia pescadores!

Neste último final de semana realizei uma pescaria que não praticava a muito tempo, a pescaria desembarcada no Canal de Bertioga. Como seria uma pescaria rápida e não pretendia gastar muito, escolhi a Náutica Polygon.

Náutica Polygon

A tradicional Náutica Polygon

Localizada nas margens do canal no lado de Bertioga, a náutica possui um píer de embarque e desembarque para os pescadores que vão para o alto mar nos tradicionais fretes de traineiras oferecidos na região. E para quem pretende somente pescar no píer, como eu neste final de semana, só é cobrado uma taxa de estacionamento.

O espaçoso estacionamento da náutica

O espaçoso estacionamento da náutica

Localização da Náutica Polygon

Localização da Náutica Polygon

Assim como sinalizado no diagrama acima, existe um projeto muito lento em andamento para a construção da nova travessia da Balsa Guarujá-Bertioga. E o novo ponto de embarque e desembarque será ao lado da Náutica Polygon.

Construção da novo ponto de embarque e desembarque da balsa.

Construção da novo ponto de embarque e desembarque da balsa.

Enquanto a obra não fica pronta, algumas das plataformas da estrutura da nova balsa servem aos pescadores como uma boa estrutura submersa de pesca. Conversando com alguns locais eles disseram que quando a maré enche, arremessando próximo aos pilares rende alguns peixes como Sargo de Beiço, Robalinhos e até badejos!

Estrutura em construção da balsa

Estrutura em construção da balsa

 

A estrutura de pesca

O píer é uma ótima opção para quem quer fazer uma pescaria descontraída, sem gastar muito e com muitas ações dos pequenos que aparecem por lá. Muitos aposentados locais batem ponto semanalmente no píer.

A plataforma principal do píer

A plataforma principal do píer

Enquanto os pescadores de píer vão chegando e se acomodando, os aventureiros de traineiras também vão embarcando rumo suas jornadas em alto mar.

Pescadores embarcando rumo ao alto mar

Pescadores embarcando rumo ao alto mar

Para os pescadores com vara de espera, é muito importante que fiquem travadas ou amarradas de alguma maneira. Se tratando de canal e ainda mais próximo a entrada da barra, nunca se sabe se aquele bitelão pode bater e consequentemente levando seu equipamento de pesca e o pior, ficando pra ser mais uma história de pescador.

Varas na espera

Varas na espera

Assim como o previsto pela tábua, a maré teria uma brusca vazante com variação de 1,30m. E logo ao chegarmos no píer, aproximadamente as 7:30am, nos deparamos com num nível que eu nunca tinha visto antes por lá. Acredito que essa brusca vazante tenha implicado bastante para a produtividade da pesca em píer.

Tábua das marés (gerado pelo app: My Fishing Stories)

Tábua das marés (gerado pelo app: My Fishing Stories)

A pescaria

Descendo o camarão morto, re-encontrei os velhos e persistentes amigos baiacu-tigre.

Doublê de Baiacus-Tigre

Doublê de Baiacus-Tigre

Como sempre, estavam infestados por lá. Era só descer o camarão e em questão de segundos já roubavam a isca. Mas acertando a fisgada eles subiam.

Pequeno Baiacu registrado pelo app.

Pequeno Baiacu registrado pelo app.

Depois de pegar as manhas da fisgada certa, o Marcio também tira o seu primeiro peixe. Este estava bem gordo!

Baiacu fisgado pelo Marcio

Baiacu fisgado pelo Marcio

Variando um pouco, fisgo um peixe diferente de qualidade, um bagrinho para desanimar!

Bagre

Bagre

Ainda tentei alguns arremessos com o camarão de borracha tentando buscar algum outro peixe diferente, mas os ferimentos do camarão demonstravam que coisa boa não estava por lá..

R.I.P. NS Ebi e Monster X-Move

R.I.P. NS Ebi e Monster X-Move

Voltando a linguiçar, não teve jeito, realmente os peixes que predominavam por lá eram os baiacus. E depois de perder algumas pernadas de anzóis para os danados, resolvi trocar por um chicote de aço.

Chicote de aço para prevenir as dentadas do Baiacu

Chicote de aço para prevenir as dentadas do Baiacu

Aos poucos os pescadores iam se juntando para pescar no píer. Uma dica importante para quem quer ter um bom ponto de pesca por lá, não tem segredo, é chegar cedo. Depois quando o píer fica cheio, já complica de encontrar algum ponto bom para se acomodar.

Pescadores de píer

Pescadores de píer

E foi isso aí pescadores! Mais um dia de pesca repleto de Baiacus e Bagrinhos. Uma senhora que pescava por lá, notei que ela tinha capturado mais alguns peixes diferentes como: 1 robalinho, carapau e uma tainha. Quando fui perguntar qual era a isca que estava utilizando, me surpreendeu saber que era filé de sardinha! Bom, para o carapau e robalo até vai, mas tainha no filé de sardinha foi a primeira vez! Já fica a lição aprendida para a próxima pescaria, levar sardinha.

 

Checklist

Caso pretendam ir pescar no píer, segue um checklist de itens que considero indispensável para a pescaria:

  • Repelente e protetor solar;
  • Cadeirinha de praia;
  • Balde com cordinha (como o píer é alto, sempre é bom ter água a fácil acesso para lavar a mão);
  • Pano velho;
  • Suporte de vara de pesqueiro (recomendo para deixar a vara na espera, você consegue espetar o suporte entre os vãos de madeira);
  • Iscas: Camarão morto e sardinha;
  • Elastricot (para evitar os ladrõezinhos de isca;

 

Equipamentos utilizados

Para a pescaria de píer, gosto muito de utilizar equipamentos ultra light para dar mais esportividade com os pequenos. Levei 2 conjuntos:

. Kit para linguiçar

  • Vara: Sumax Spectra 1,60m e 14lbs;
  • Molinete: Shimano Sedona 500FD;
  • Linha: Multifilamento 8lbs;

. Kit para camarão de borracha

  • Vara: Fleming Equinox 1,60m e 15lbs;
  • Carretilha: Shimano Chronarch 201e;
  • Linha: Multifilamento 14lbs;

 

Gastos na pescaria:

– Estacionamento da Náutica: R$15,00

– 1/2 kilo de camarão morto: R$15,00

– Pedágio ida e volta: R$30,00 (a parte mais cara da pescaria 🙁 )

* Na Náutica Polygon eles ainda vendem marmitex no valor de R$15,00. Pelo que vi o pessoal comendo, parecia ser generoso e apetitoso! Numa próxima vez vou experimentar.

 

Náutica Polygon:

Enderço: R. Coqueirós, 237, Bertioga – SP, 11250-000

Telefone: (13) 3317-1648

Observação importante: Eles exigem que você tenha em mãos a licença de pesca amadora desembarcada, que pode ser adquirida no site do MPA, clicando aqui.

 

Conclusões

Não foi uma pescaria de grandes emoções e grandes peixes. Mas devo confessar que a brincadeira mesmo com os baiacus estava muito boa! Lógico que sempre reclamamos das fisgadas de bagres e apetrechos perdidos para os baiacus, mas fica como parte da terapia! Valeu o dia de pescaria, brincando com os pequenos, limpando a alma e mantendo o papo com os amigos em dia, e não poderia ter um local melhor do que fazer isso pescando.

Vou encerrando o post com algumas imagens do belo local.

Canal de Bertioga

Canal de Bertioga

Canal de Bertioga

Canal de Bertioga

 

Próximo post de pescarias desembarcadas :

Points desembarcados: Píer da Náutica Polygon, Muretinha do mercadinho e ponta da praia.

Points desembarcados: Píer da Náutica Polygon, Muretinha do mercadinho e ponta da praia.

 

Abraços e boas pescarias,

André Nagae.

  • Xandi

    Parabéns André, como sempre belos relatos e sempre nós fornecendo boas dicas. Abraços.

    • fishingstories

      Obrigado Xandi!
      Em breve relataremos por aqui mais algumas dessas opções de pesca desembarcada pelo litoral.
      Abraços!

  • Decio Serra Neto

    Parabens Belo relato , e esses ladrões de isca aparecem em grande número por lá…
    Estive lá a pouco tempo e tive a mesma sorte com os peixes …
    para bem ou para o mal meus camarões de silicone não foram atacados…. voltaram inteirinhos para casa
    … a e fiz esse esquema de ferro de pesqueiro no vão entre as tabuas do pier hehehe
    funcionou bem … acho que pq não entrou nada muito grande

    Abraço

    • fishingstories

      Olá Decio! Obrigado!
      Caramba, teve a sorte de voltar com seus camarões intactos! Neste final de semana perdi 4 para os baiacus. Complicado!
      Legal o esquema do suporte, pelo menos para os pequenos funciona muito bem! Se for pra pegar espada ou algo maior, eu costumo amarrar com um barbante, ou o famoso salva-varas.
      Abração!

      • Decio Serra Neto

        Sorte ou talvez deva aprimorar um pouco mais o meu trabalho nos camarões de borracha … pq nem os baiacus eu to enganando… =/
        mas espero mesmo que tenha sido a água turva que salvou meus camaroes

  • edson

    mais uma bela dica André,costumo sair desce pier para pesca no mar,e quando voltamos a tarde das pescaria em alto mar,vemos muitos pescadores mesmo no pier praticando a pesca.

    • fishingstories

      Olá Edson! Muito obrigado!
      Pra uma pescaria rápida e buscando a diversão em um baixo orçamento, vale a pena pescar por lá mesmo! Dá pra aprender muito com os locais que sempre estão pescando por lá. Um dia ainda faço uma matéria sobre a pesca da tainha.

      Abraços!

  • Walter Nakau

    Parabéns Nagae…Estavamos precisando de uma Relato da Nautica Polygon …
    Valeuuuu

    • fishingstories

      Boa tarde Walter!
      Obrigado pelo comentário! Espero da próxima vez poder trazer peixe de melhor qualidade e não só os de couro hehehe..
      Abraços!

  • Valter Fernandes

    Se trocasse a data do relato para dia 3 e vc tivesse cabelo enrolado seria exatamente a descrição da minha pescaria: camarões de silicone brutalmente mutilados pelos baiacus, chicotes perdidos também para os baiacus e pedágio muito caro.

    • fishingstories

      Fala Valter!
      Hahahaha po, mas vocês ainda pegaram algumas betaras e até uma pescadinha né? No meu caso foi só peixe de couro mesmo.. bagre e baiaca mutilador! Quanto ao pedágio.. tá complicado mesmo.. abusivo demais!
      Grande abraço!

  • Gabriel Pereira

    Como chego nesse point ponta da praia?

  • Weber Kondo

    Pescaria do dia 13/12/2014… dia horrível de pescaria desembarcada Cananéia-SP, na marina do Levino em São Paulo Bagre… até tentar o jumping jig NS Pac 14. Se tá valendo os baiacus…. foram mais de 20 seguidos, quase um a cada arremesso, até enroscar e desistir… muito enrosco nesse ponto e não estava disposto a perder mais iscas! 🙁
    Mas fiquei satisfeito em conhecer a eficiência da isca.

  • Pingback: 3 tipos de pescarias desembarcadas | Fishing Stories()

  • Triplice Coroa!!

    BOA TARDE AMIGO…SOU CADEIRANTE..TEM ACESSILIDADE NO LOCAL

    • fishingstories

      Boa tarde amigo Corinthiano! Tudo bem?
      Lá na Náutica Polygon tem acessibilidade sim para cadeirantes, pois o transporte de tralhas do carro até os barcos é feito através de carrinhos. Grande abraço e boas pescarias