Pages Menu

Postado por em 23 fev 2016 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 0 comentários

Procurando as bicudas (Guarujá/SP)

Procurando as bicudas (Guarujá/SP)

Salve amigos pescadores!

Dia 14/02/2016 fizemos mais uma pescaria em alto mar no Guarujá em busca das valentes bicudas que estavam muito ativas nesta época. Isso mesmo, estavam, pois justamente no dia em que fomos pescar elas sumiram do mapa! Um dia muito difícil de pescaria com o peixe muito manhoso e pouquíssimas ações. Porém vale mais uma vez o ditado, antes um péssimo dia de pesca do que um bom dia de trabalho, então vamos ao relato express!

Chegamos por volta das 7am na Praia do Perequê

Chegamos por volta das 7am na Praia do Perequê

Por lá já encontramos o Corinthiano que nos ajudoiu com as tralhas e também o cap. Fernando nos aguardando para o embarque

Por lá já encontramos o Corinthiano que nos ajudoiu com as tralhas e também o cap. Fernando nos aguardando para o embarque

Neste dia estava conosco o amigo Shuichi Gotoh, que aproveitando a sua visita ao Brasil, veio conferir como era uma pescaria de bicudas

Neste dia estava conosco o amigo Shuichi Gotoh, que aproveitando a sua visita ao Brasil, veio conferir como era uma pescaria de bicudas

Tratamento especial ao amigo do Japão

Tratamento especial ao amigo do Japão

Navegamos rumo aos 17 metros de profundidade, local onde as traineiras estavam aglomeradas. Detalhe para a lagoa que estava o alto mar.

Navegamos rumo aos 17 metros de profundidade, local onde as traineiras estavam aglomeradas. Detalhe para a lagoa que estava o alto mar.

Nas primeiras sardinhas arremessadas, meu pai fisga logo de cara uma bicuda de bom tamanho

Nas primeiras sardinhas arremessadas, meu pai fisga logo de cara uma bicuda de bom tamanho

Em seguida cap. Fernando fisgou mais uma de bom tamanho

Em seguida cap. Fernando fisgou mais uma de bom tamanho

E também um caçonete

E também um caçonete

E foi a partir das 10am que os peixes sumiram da área.

Para o meu pai e o Fernando que estavam utilizando isca natural, de vez em quando alguma bicuda aparecia só para estragar a sardinha, mas não atacava com vontade, peixes muito manhosos neste dia. Já eu e o amigo Gotoh, estávamos insistindo somente na artificial. Ele no Fly e eu nos plugs de meia-água e jumping jigs. Porém nada de ações!

Já passava do meio-dia e o jeito foi aproveitar um belo almoço com uma bicuda assada na brasa.

Bicuda espalmada

Bicuda espalmada

Bicuda assada somente com sal grosso, uma delícia!

Bicuda assada somente com sal grosso, uma delícia!

Passando o almoço finalmente fui tirar o dedo com um peixe não muito comum nesta época, uma pequena corvina fisgada no camarão morto.

Corvina

Corvina

Em seguida uma ação de um peixe que fazia muito tempo que não via, a Palombeta.

Palombeta que atacou a sardinha na bóia

Palombeta que atacou a sardinha na bóia

Finalmente a minha primeira e única bicuda do dia!

Finalmente a minha primeira e única bicuda do dia!

E o último peixe do dia foi uma Guaivira que atacou a sardinha na linha boba

E o último peixe do dia foi uma Guaivira que atacou a sardinha na linha boba

E foram esses os peixes que fizeram parte da nossa pescaria neste dia!

O engraçado foi que todas as condições pareciam estar favoráveis para uma boa pescaria neste dia, água com a temperatura de 28º, sem vento, boa correnteza e cor da água. Porém o peixe não queria mesmo abrir a boca.

No fim da pescaria resolvi descer a minha câmera no fundo do mar para tentar ver alguma coisa e para minha surpresa a água só estava bonita por cima, na faixa dos 1m a 5m, depois dessa profundidade a água já estava muito turva, esverdeada e com muita propensão, sem falar que parecia estar com uma correnteza muito forte por baixo.

Acompanhando no sonar, os cardumes de peixes estavam na faixa dos 8m de profundidade, talvez este seja um dos motivos do peixe não estar atacando as iscas artificiais neste dia, pois nessa profundidade a água já estava bem suja, segundo as imagens da minha câmera. Bom, se já estava difícil na natural imagina na artificial?

Mas de qualquer maneira passamos um bom dia no mar colocando as experiências de pesca em dia!

Shuichi Gotoh, André Nagae, Armando e Fernando Itano

Shuichi Gotoh, André Nagae, Armando e Fernando Itano

Abraços e boas pescarias.

Nagae