Pages Menu

Postado por em 5 dez 2014 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories, Pescarias | 1 comentário

Procurando os flechas em Bertioga

Procurando os flechas em Bertioga

E aí amigos pescadores!
Para colocar os relatos em dia, venho aqui compartilhar com vocês a minha última expedição no Canal de Bertioga atrás do meu alvo de sempre: Robalo-Flecha.

Como tive uma folga no trabalho em plena segunda-feira, aproveitei para descer pra Bertioga com meu primo Alan e fazer uma pescaria de iscas artificiais com o Guia Nê, saindo na Náutica Chinen. Mas já adianto para vocês que foi difícil… e como foi!

Como sempre, saímos de SP as 5am e logo as 6:15 estávamos tomando o café da manhã no Guarujá.

Pit Stop na padaria Tentacão na praia do Pernambuco/Guarujá

Pit Stop na padaria Tentacão na praia do Pernambuco/Guarujá

Saímos da Náutica Chinen já perto das 7am

Saímos da Náutica Chinen já perto das 7am

Como a maré estava no reponto da vazante, o Nê preferiu nos levar para a costeira de Bertioga e esperar a subida da maré por lá pra ver se achávamos alguns pevas.

Mar tranquilo na saída da barra de Bertioga

Mar tranquilo na saída da barra de Bertioga


Costeira de Bertioga

Costeira de Bertioga

O pessoal que estava pescando com camarão-vivo, como o famoso Nelsinho Santa Clara e o guia Marcio, estavam acertando alguns pevas na lajinha da barra de Bertioga. Mas enquanto isso no jig e jighead a coisa estava muito complicada. Custou a sair o primeiro peixe, mas já era um belo peva fisgado pelo Nê com o sua isca preferida, jumping jig Pac 24 gramas da NS.

Primeiro peixe do dia!

Primeiro peixe do dia!

Mas o único peixe que apareceu para nós por lá foi o Peva do Nê.
Já se aproximando das 9am, com a maré ganhando mais força de enchente, resolvemos entrar no canal para iniciar os trabalhos com os plugs.

Fomos margeando toda a região desde as galhadas da Náutica Chinen até o Rio Cabuçu, mas nada de rebojos.
Até que depois de muito tempo insistindo nas galhadas do canal, Alan tira um pevinha na isca Bomber 13A.

Robalo-Peva na Bomber13A

Robalo-Peva na Bomber13A

Eu prossegui usando a isca Letal da OCL, e tive uma série de ataques dos valentes e briguentos Carapaus.

Carapau fisgado no plug Letal da OCL

Carapau fisgado no plug Letal da OCL

Mas o peixe estava muito tímido para atacar os plugs e nada do flecha aparecer na superfície.
Foi então que o Nê nos levou para um ponto perto da bóia verde, e assim acabamos mudando a estratégia saindo do plug para as jigadas no fundo, onde segundo ele tem uma série de troncos e drops perfeitos para usar o jig e jighead.

Pampo-Amarelo fisgado no Pac24 da NS

Pampo-Amarelo fisgado no Pac24 da NS

Galinho fisgado com o PAC14 gramas da NS, esse modelo para jigar em poucas profundidades trabalha muito bem

Galinho fisgado com o PAC14 gramas da NS, esse modelo para jigar em poucas profundidades trabalha muito bem

Mais um, dessa vez fisgado pelo cocurucu!

Mais um, dessa vez fisgado pelo cocurucu!

Durante as pindocadas com o Jumping Jig, Nê travou uma grande briga com um peixe que parecia ser um flecha, mas infelizmente o peixe levou a melhor e acabou não saindo pra foto 🙁

Já se passavam das 15hrs e a maré estava completamente maluca! Não tinha atingido os 1.1 metros de enchente, estava mais baixo que 0.8m no período que seria o mais alto do dia. E quando nem vimos o reponto da enchente, ela resolveu vazar com força total dentro dos riozinhos. Aproveitamos essas corridas finais para pinchar nas galhadas dentro do rio cabuçu.

Utilizando o plug Bomber14, na cor transparente, eis que o tão esperado Robalo-Flecha deu as caras. E que show! Pegou o plug do Nê na superfície, levou para a galhada e pulou muito! Mas esse saiu pra foto 🙂

O rei do mangue: Robalo-Flecha

O rei do mangue: Robalo-Flecha

Belo flecha da galhada!

Belo flecha da galhada!

Nisso eu e o Alan trocamos nossas iscas, ele colocando uma Cultiva transparente e eu uma Bomber13A transparente. Mas não adiantou! Novamente o Flecha se interessou pela isca do Nê! Não basta a isca ser igual ou parecida, mas saber trabalhar bem a isca faz toda a diferença.

Mais um flecha fisgado na Bomber14

Mais um flecha fisgado na Bomber14

Fechando a pescaria com chave de ouro!

Fechando a pescaria com chave de ouro!

E pra se despedir do mangue, não podia faltar o momento Preula.
Alan e seu troféu!

Badejo-Mira na cultivinha

Badejo-Mira na cultivinha

E assim foi mais uma expedição atrás do Flechão que ainda não saiu pra mim, mas tive uma verdadeira aula de plugs com o guia Nê.
Ainda não desisti das empreitadas no canal de Bertioga neste ano. Agora é hora de estudar mais, adequar os equipamentos certos para o trabalho das iscas e contar com toda sorte possível para achá-los na área.
O verão está começando e a temporada de pincho pra mim, também.

Fim do dia em Bertioga

Fim do dia em Bertioga

…………………
Na verdade a pescaria não acabou por aí!
Resolvemos ficar em Bertioga para tentar mais um último recurso durante a noite.

Como estávamos hospedados na Marina Acqua Azul, lá perto do mercado de peixes de Bertioga, resolvemos fazer uma mini pesca noturna no famoso Píer da Polygon para tentar os robalos e outros peixes com camarão morto e minhoca de praia.

Mas o dia não estava pra mim mesmo! Saí dedão da Polygon… enquanto o Alan fisgou uma série de bagres e uma bela corvina usando a minhoca de praia. #FicaADica!

Bagrinho véio de guerra

Bagrinho véio de guerra


Corvina que fez o dia do Alan!

Corvina que fez o dia do Alan!

E aí sim, FIM da pescaria!
Nê terminou a pescaria feliz da vida com 2 belos flechas fisgados! Alan pulando de alegria com a Corvina fisgada a noite! E eu? Eu continuo a procurar os robalos…

Agora sim terminei o post!
Abraços e boas pescarias galera!

  • Decio Serra Neto

    Grande Nagae, não foi dessa vez mas logo você engata o Flechao de 12 kg ai em Bertioga e ai vai ser aquela festa parceiro… o importante é pescar…. belo carapau mostrado na foto em… na OCL letal…. grande abraço e que venham belas pescarias e um verão bem produtivo para todos nós!