Pages Menu

Postado por em 23 nov 2012 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories, Points | 10 comentários

Robalo Flecha @ Balsa de Bertioga

Robalo Flecha @ Balsa de Bertioga

Bom dia amigos pescadores!

23 de novembro de 2012.

E é com a chegada do calor, aumento da temperatura na água e o início do verão que chega também a época dos grandes Robalos Flechas, peixe mais cobiçado pelos robaleiros de plantão. Como eu não quis perder tempo, já tinha agendado 3 dias de pesca com a equipe do Ne lá em Bertioga para ir atrás dos bitelos, sendo assim dei início a minha jornada atrás deles nesta sexta feira (23/11), porém por se tratar de um dia de semana, acabei indo pescar sozinho, já que meu pai não conseguiu tirar folga no trabalho dele.

6am na Rodovia Piaçaguera e muita névoa na serra

6am na Rodovia Piaçaguera e muita névoa na serra

Como o Ne já tinha pescaria marcada com um cliente, decidi sair com o guia Marcio, que faz parte da equipe de guias do Ne. O Marcio que também é um excelente guia, sai da Marina Daruma, que fica bem próximo da Chinen, mas como eu já conheço todo o pessoal da Chinen, combinei com ele de me buscar no pier de lá para maior comodidade.

Barco de 7 metros do guia Marcio que sai da Náutica Daruma

Chegando na Chinen as 7am, o Marcio já estava me aguardando no pier pronto para embarcar as minhas tralhas de pesca em seu barco, que por sua vez é muito bem equipado e espaçoso. Com espaço para 3 pescadores, fora o guia, todas os assentos tem encosto para as costas e suportes de varas robaleiras e viveiros. Muito confortavel a estrutura! Recomendo.

Barco bem equipado e com espaço para até 3 pescadores + Guia

Tralhas embarcadas e bora partir pra Balsa.

O Marcio nos guiando para o point principal da temporada, a balsa de Bertioga.

É nessa época do verão, que os grandes robalos flechas entram no canal para desovar. E o point da Balsa de Bertioga é tão famoso devido a sua localização, por ser o caminho único de entrada e saída do Robalão. Este por sua vez é obrigado a passar por este trecho, após entrar pela barra. Por isso, são muitos e muitos anos de pescadores travando muitas brigas com os Robalões. E eu, por ser apaixonado por este peixe, também estava ancioso para que este dia chegasse.

O canal de Bertioga estava tranquilo na sexta-feira, muito diferente dos finais de semana super movimentados por lanchas de passeio e jet-skis.

Um dos melhores fatores para se pescar em dia de semana, é por ter o canal livre de lanchas de passeio ou jet-skis passando pelo canal. Nada contra, mas existem muitos irresponsáveis que passam a poucos metros de sua embarcação em velocidades acima do permitido, o que eu acho um absurdo e completa falta de respeito aos demais transeuntes do canal. Pena que a fiscalização no local parece ser muito falha, foram pouquíssimas vezes que pude notar fiscalização no local, e com isso, o pessoal vive abusando.

Mas deixando isso um pouco de lado, vamos voltar ao que realmente interessa, o peixe!

Para abrir a contagem do dia, o Marcio após insistir no trabalho de seu jig Pac Silver, engata um pequeno Baiacú Arara que já garantia uma fritadinha para a noite.

Baiacu bandeira atacando o Jig

E foi quando a maré resolveu ganhar força que junto do tempo abrindo a água verde do mar invadia o canal, deixando mais bonita ainda a paisagem e melhorando as condições para a captura do Robalo.

Dia ensolarado com ótimas condições para a pescaria no canal

Durante a subida da maré a água limpíssima do alto mar ia enchendo o canal

E foi durante a espera do Robalão que tomamos um enorme susto, quando em uma fração de segundos a robaleira do Marcio afunda totalmente na água e o molinete começa a cantar descarregando muita linha, e logo uma enorme arraia salta pra fora dágua a alguns metros do barco estourando tudo. O bicho era realmente muito grande!  Abaixo segue uma sequência de imagens deste momento.

Arraia Jamanta ou Chiita, arrebentando tudo na Robaleira

E após o susto, enquanto o Marcio estava remontando seu equipamento da Robaleira fazendo um novo líder, que a sua outra robaleira afunda novamente com força total e o molinete gritando disparando linha. Mas este já estava com as características do nosso tão esperado peixe, a corrida no fundo tinha dado a cara que o peixe era bom e possivelmente o Robalão.

Robaleira prestes a beber água, envergava todinha com a força do peixe

Todo o cuidado era pouco naquela hora quando o bichão corria pra baixo do barco.

Descarregada de linha no molinete, todo cuidado é pouco.

Eis que depois de muita briga o bicho dá as caras e mostra que é ele mesmo, o tão esperado Flechão!

Flechão dando as caras depois de muita briga!

E enfim havia se entregado pranchando para dentro do puçá.

E enfim já se rendendo e sendo embarcado!

Embarcado!

O troféu! O rei do mangue, com aproximadamente 5kgs.

Depois de um enorme susto com uma arraia jamanta de mais de 30kg estourando o equipamente, veio a recompensa com o Flechão na balsa de Bertioga.

O tão esperado Flechão!

O vídeo da briga com o Flechão do Marcio:

Depois do Flechão embarcado, nós e mais outros 8 barcos robaleiros, dentre eles o experiente Nelsinho Santa Clara, o Ne, Germano e outras figuras sempre presentes, continuamos insistindo nos Flechas mas não teve jeito. A maré não estava correndo legal, sem muita força e já chegando ao seu reponto o jeito foi subir o rio em busca de um novo point.

Foi então que passamos a insistir no outro ponto famoso pelos Robalos que fica próximo a antiga náutica Brisa Mares.

Depois do reponto da maré o jeito foi tocar rio adentro, onde finalizamos a pescaria próximo a antiga Marina Brisa Mares

Por lá já estavam o Ne e o cliente atrás dos bocudos.

O guia Ne também se encontrava no local, pescando com um cliente.

Insistimos por um bom tempo, até que já estava ficando tarde e eu precisava voltar pra SP para uns compromissos e foi nos 45″ do segundo tempo que a minha última robaleira montada corre pro lado e enfim eu tiro o dedo com um Peva bonito já de medida.

Nos 45" do segundo tempo, eis que o meu Robalo também dá as caras!

Um peva bonito já de medida para finalizar a pescaria!

E foi isso aí galera!

A temporada dos grandes robalos só está começando, acredito que entre o final de dezembro e janeiro, em que o tempo quente firmar de vez, eles vão dar as caras com mais frequência e eu ficarei nessa insistência para realizar o meu sonho de pegar um grande Flecha!

Encerro esse post e já estou agilizando o próximo, de uma pescaria que aconteceu 2 dias depois desta do dia 23/11.

Um abraço e boas pescarias,

André Nagae.

Fim de tarde na Marina Nacionais

  • Carlos

    Vocês não libertam os peixeis?

    • http://twitter.com/fishingstories Fishing Stories

      Boa tarde Carlos!
      Libertamos os que estão fora de medida, já os que estão dentro da medida sempre trazemos um ou outro para casa. Assim como nesse dia de pescaria que só saíram 2 peças.
      Praticamos a pesca esportiva amadora sim, porém sem a matança abusiva e sempre respeitando as medidas e matrizes. Mas não dispensamos um bom peixe fresco em casa para refeição não. Comemos peixe toda semana, e é ainda melhor quando você sabe a procedência dele não é? 🙂
      Obrigado pela visita no blog! Desculpe qualquer incomodo.
      Abraços!
      Nagae.

  • gilmar

    meu nome e gilmar, com quem devo falar para marcar uma pescaria dessa e qual o tel para contato.
    obrigado

    • Anônimo

      Boa tarde Gilmar, tudo bem?
      Primeiramente gostaria de agradecer a visita e comentário ao blog!

      Para marcar uma pescaria dessa você deve entrar em contato com o guia de pesca Ne: (0xx 13 9795-3280). É só falar que o André Nagae te indicou e boa pescaria!

      Abraços,
      André Nagae.

      • gilmar

        Obrigado pela sua atenção! Ja pesquei muito em alto mar, mas não tenho muita esperiência, muito menos pescaria em canal, estou lendo o seu blog para pegar algumas dicas, meu avô era pescador e com isso aprendi a gostar da pesca, as suas dicas são de muita utilidade para nos que estamos começando a pescar no canal,eu e o meu tio estamos programando para descer dia 21/01, para nossa primeira pescaria no canal, vamos precisar da ajuda do barqueiro para nos orientar, valeu pelas dicas, espero um dia conheçe-lo para falarmos sob pescaria, abraços a vc e ao seu pai. Valeu até mais.

        • Anônimo

          Olá Gilmar, boa tarde!
          Disponha! Fico muito feliz que o blog está ajudando os amigos pescadores que querem explorar novos locais e modalidades. Será um prazer ajudá-los no que precisarem!

          Se tiver alguma sugestão de matéria que possa ajudar vocês nessa empreitada, é só me falar, que assim que tiver um tempo escreverei sobre isso.

          Dia 21/01 me parece um dia excelente para a pesca de robalo no canal. Dia 21 é o 4º dia da lua crescente. Para este tipo de pescaria, as luas mais recomendadas são o quarto crescente e o quarto minguante, e os melhores dias são sempre a partir do 3º dia da lua.

          Sempre que posso, desço para a Náutica Chinen para pescar, seja com piloteiro, ou ancorado no poção. Um dia com certeza nos encontraremos por lá para conversar melhor sobre a pesca.

          No mais, boa sorte na pescaria, e tenho certeza que irá gostar do Ne. É um dos piloteiros mais humildes e competentes que conheço, com certeza será uma verdadeira aula de pesca junto ao seu lado.

          Abraços,
          André Nagae/

          • gilmar

            Obrigado pelo seu carisma e dedicação com os seus leitores. Desculpe pela pergunta ? Qual a diferença de pescar com piloteiro, ou ancorado no poção, e se tem diferença de preço. valeu .
            abraços

          • Anônimo

            Boa tarde Gilmar!
            Disponha amigo, o prazer é todo meu de poder ajudar nesse esporte que gostamos tanto que é a pesca amadora.

            Em relação a sua pergunta, a diferença entre pescar com piloteiro e ancorado no poção é muito grande. Tanto em produtividade, dinâmica e preço.

            A pescaria ancorado no poção é muito mais em conta, sai por volta de R$60,00 o aluguel do barquinho. A diversão é garantida com pequenos peixes como baiacus, bagres, pescadinhas, corvinas e espadas. Com algumas chances remotas de se fisgar um robalo que esteja de passagem. Digo isso pois você estará ancorado em um point que é extremamente cevado por peixes como bagre, baiacus e espadas. E como o Robalo é um peixe que acompanha a maré, a sua chance em capturá-lo será de ter a sorte dele passar exatamente pelo seu barco.

            Já a pescaria com piloteiro, é mais cara e sai por volta de R$400,00 podendo ter até 3 pescadores (fora o piloteiro). Lembrando que também é aconselhável a utilização do camarão vivo como isca, que custa cerca de R$0,60 a R$1 por unidade. Para você ter uma idéia gastamos cerca de 100 camarões em um dia de pescaria de Robalos.

            A pescaria com piloteiro é mais dinâmica devido a você ir atrás do ponto certo para o peixe. Os guias da região são muito experientes na pesca do Robalo, e sabem onde encontrá-los mangue adentro. Sem contar que o Robalo é um peixe bem exigente com a hora certa da maré, qualidade da água entre outros fatores. Por isso para que a pescaria seja bem efetiva, é necessário a utilização de um guia piloteiro.

            Também na pesca com piloteiro, as chances de capturas de peixes grandes e diferenciados são maiores. Nesta modalidade de pescaria você também pode fisgar pescadas amarelas, badejo, corvina, prejereba, entre outros.

            Caso te ajude, eu fiz um post antigamente, falando sobre a pesca poitada e a pesca com piloteiro na técnica de rodada. http://fishingstories.jp/pescarias-no-canal-de-bertioga/

            Qualquer coisa é só me chamar!
            Abração!
            André Nagae.

          • gilmar

            Valeu Andre vc tirou todas as minhas dúvidas em relação a diferênça com piloteiro e no poção, com certeza com o piloteiro nos vamos ter mais emoções.
            Obrigado amigo.
            Abraços.

  • REGINA

    Sem graça, pelo que parece mata os peixes e daqui a algum tempo nem guia vai poder ser mais.abs