Pages Menu

Postado por em 20 jan 2013 em Água salgada, Destaque, Fishing Stories | 6 comentários

Surf Fishing – Praia de Boiçucanga III

Surf Fishing – Praia de Boiçucanga III

Boa tarde amigos pescadores!
Venho aqui relatar a minha primeira pescaria do ano, e para isso, nada melhor do que aproveitar o verão e fazer a tradicional pescaria com os pés na areia, na sempre escolhida Praia de Boiçucanga.

Partimos de São Bernardo as 6am, e como este seria o final de semana que antecede o feriado de São Paulo, imaginamos que a estrada estaria bem tranquila para dirigir, e dito e feito:

Rodovia Anchieta completamente vazia as 6am

Rodovia Anchieta completamente vazia as 6am

Em questão de 1 hora já estávamos em Bertioga cruzando a ponte do Rio Itapanhaú. O dia também parecia estar com as condições boas para a pescaria de robalo no canal, era o 3º dia da lua crescente, maré boa, vento bom também, mas só o impecilho da grande chuva que não está deixando ninguém em paz no litoral ultimamente.

As 7am estávamos cruzando a ponte do Rio Itapanhaú, linda paisagem no amanhecer dos robaleiros de plantão.

As 7am estávamos cruzando a ponte do Rio Itapanhaú, linda paisagem no amanhecer dos robaleiros de plantão.

Depois de mais uma hora já estávamos passando por Camburi e prestes a chegar na praia de Boiçucanga. Lá de cima da estrada pude avistar o pointzinho de costeira que eu gosto muito de pescar. É uma estrutura rochosa que divide as praias de Camburi e Camburizinho. Um lugar muito bacana de pescar. (Para ler o relato de Camburi clique aqui)

Costão do Camburi

Costão do Camburi

E finalmente chegamos, praia de Boiçucanga!

E as 8am já estávamos a beira da praia de Boiçucanga

E as 8am já estávamos a beira da praia de Boiçucanga

As 8am a praia se encontrava praticamente deserta, somente com algumas pessoas caminhando. O mar também parecia estar perfeito para bons arremessos no Surf Casting.

A praia de Boiçucanga sempre tranquila ao amanhecer.

A praia de Boiçucanga sempre tranquila ao amanhecer.

Meu pai analisando o melhor point para descermos as tralhas.

Meu pai analisando o melhor point para descermos as tralhas.

O paredão de areia da praia de Boiçucanga

O paredão de areia da praia de Boiçucanga

Depois de escolher o spot, armamos as tralhas e finalmente matei a seca que estava de pescar novamente! Nessa hora nem precisa vir peixe nem nada, mas só de estar alí naquela situação com o barulho do mar e a tranquilidade, já estava mais do que paga essa pescaria.

Tralhas montadas e esperando o peixe bater!

Tralhas montadas e esperando o peixe bater!

Paz e tranquilidade na praia de Boiçucanga

Paz e tranquilidade na praia de Boiçucanga

As ações na parte da manhã estavam fraquíssimas, muitos miúdos que roubavam as iscas toda hora. Diferente da minha expectativa, os galhudos não estavam dando as caras. E logo as 10:30am o tempo já esboçava engrossar, e nem dava-se mais para ver o Montão do Trigo, sinal de que lá vem chuva!

E não demorou muito até que o tempo fechasse...

E não demorou muito até que o tempo fechasse...

Alguns pequenos pampinhos apareceram para dar uma animada no equipamento light.

Pampinhos eram os únicos que davam sinal de vida no mar

Pampinhos eram os únicos que davam sinal de vida no mar

Mas foi depois do meio dia, quando em um equipamento que tinha deixado armado com camarões inteiros e mais ao fundo, bateu uma betara muito bonita, beirando os 30cm.

A bela betara que salvou o dia no final do tempo

A bela betara que salvou o dia no final do tempo

Fazia tempo que eu não pegava uma dessas graúdas mesmo. Pronto! Pelo menos a fritada do jantar estava garantida!

Fazia tempo que eu não pegava uma dessas beirando os 30cm, ainda mais no SurfFishing

Fazia tempo que eu não pegava uma dessas beirando os 30cm, ainda mais no SurfFishing

Em seguida as 14:00, uma chuva forte e chata chegou a Boiçucanga dificultando a nossa pescaria. E como já estava quase na hora de voltarmos, resolvemos levantar o acampamento e encontrar algum lugar para comer.

E retornando pela Rio-Santos, lembrei de um restaurante que fui ano passado em Barra do Una, o Restaurante e Bar Giselle.

O restaurante escolhido para repormos a energia era o Giselle, que fica as margens do Rio Una

O restaurante escolhido para repormos a energia era o Giselle, que fica as margens do Rio Una (Image: Google Maps®)

O restaurante fica muito bem localizado as margens do rio Una. A paisagem é magnifica, de lá conseguimos observar toda movimentação dos barcos que vem e vão mar afora. E o interessante também é que muitos dos clientes da Giselle vem através de embarcações marítimas (jet ski, pranchas de stand up e lanchas). Pra isso, eles tem um deck específico para recepcionar o pessoal.

A bela paisagem do canal que completa o restaurante

A bela paisagem do canal que completa o restaurante (Foto: Giselle Restaurante divulgação)

Em relação a comida, sem palavras. Pedimos um Filet de Badejo ao alho e óleo. Simplesmente perfeito. Porção para 2 pessoas que serviu tranquilamente nós 3. Acompanhado do Filet, veio também uma porção de fritas e arroz soltinho. Uma ótima maneira de encerrar o final de semana!

O prato escolhido foi o Filet de Badejo ao alho e óleo

O prato escolhido foi o Filet de Badejo ao alho e óleo

E foi isso aí amigos pescadores.

Uma pescaria curta e infelizmente com pouco peixes, mas de alma lavada e pronto pra enfrentar mais uma semaninha tensa em São Paulo, com direito a tudo! Trânsito, stress e trabalho hahaha!

Boa semana e bom feriado para vocês e boa pescaria pra quem vai ter emoção neste feriado!

Abraços,
André Nagae.

  • Luiz Laruccia Neto

    André, tudo bem, meu nome é Luiz Laruccia, sou leitor de seu site já quase há um ano, admiro seu site pelos seus relatos, principalmente , em Boiçucanga, onde costumo pescar sempre e já peguei bons peixes, que por incrivel, coincidencia eu falei com voce, ne sua pescaria do dia 20jan2013, pescando do seu lado, e perguntei sobre o peixe que voce tinha acabado de pescar, e não lhe reconheci, pois vc estava de bone diferente, pois tinha começado a chover.mesmo assim foi um prazer pescar indiretamente ao seu lado, abraços.

    • Anônimo

      Boa tarde Luiz! Tudo bem e com você?
      É uma honra tê-lo como leitor assíduo do blog, e uma pena que não nos reconhecemos na pescaria, que coincidência hein?

      Quer dizer que já pegou bons exemplares por lá? Lembro que você neste dia me disse que haviam pego uma arraia por lá também né? Aquela praia realmente parece ser muito promissora! A hora que eu peguei a boa betara a linha estava correndo em direção a vocês no meu lado esquerdo, que legal!

      E vocês neste dia? Tiveram algum resultado?

      Bom saber que você sempre está por aqueles lados, em uma próxima pescaria minha na praia de Boiçucanga te aviso para ver se nos encontramos por lá! O prazer foi meu!

      Abraços e boas pescarias!
      André Nagae.

      • José Magalhães

        Oi André,
        Sou o José Magalhães, tudo bem?
        Gosto muito de seus posts. Estou praticando pesca de areia faz pouco tempo, aliás investi nas tralhas primeiro e fiz minha primeira pesca a menos de um mês em bertioga. Fui mesmo para conhecer o local que ainda não conhecia e passar um dia diferente com a família. No final da tarde resolvi jogar a isca na água, mas só deu dois pampinhos miúdos e um bagre. Soltei todos, claro. Mas que prazer gostoso de pescar na areia
        Também sou de São Bernardo e achei seu relato muito interessante. Pelo que vi, a praia de boiçucanga é bem tranquila e deve ter bons peixes lá. Estou pensando em sair qualquer dias desses, agora com um planejamento de ir no Canal de bertioga atrás dos graúdos hehe.
        Mas se quiser uma companhia de um iniciante, é só falar o dia – 9 8152-2129 – moro no Rudge Ramos.

        Abraço

        • Anônimo

          Olá José, tudo bem e com você?
          Primeiramente gostaria de pedir desculpas pela demora a responder ao comentário no blog. Já fazia um bom tempo que eu não postava nada de novo por aqui, mas estou tentando aos poucos voltar a ativa!

          Em segundo lugar, muito obrigado pela visita e elogios aos posts!

          A pescaria de Areia, seja quando for e qual peixe for, sempre será prazeroza! Só a sensação de estar lá em contato com a natureza já é muito gratificante para mim. Que legal que você também tem a mesma idéia da coisa.

          Se for para fazer um passeio em família, recomendo e muito essa praia de Boiçucanga. Além dela não ser própria para banhistas, devido as suas ondas, ela é bem tranquila para pescar e passar um bom dia na praia. Já peguei muitos peixes bons por lá, como pampos galhudos, betaras e corvinas. É só acertar o dia que o peixe vem sim.

          A próxima vez que eu descer para lá eu te dou um toque e quem sabe não fazemos essa pescaria juntos então? É muito bom pescar junto de quem gosta da coisa.

          Vamos nos falando!
          Um abraço e boas pescarias!
          André Nagae.

  • Michael Scott

    Teste de novo comentário.

    • Renato Banzai

      hi bro!